O presidente da República, #Michel Temer, já demonstra grande satisfação em se tratando dos sinais de recuperação da economia brasileira. O presidente divulgou nesta quinta-feira (1º) um vídeo que foi publicado por meio das redes sociais. O principal motivo de euforia se refere ao crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, que chegou a 1%. após os três primeiros meses deste ano.

O crescimento da economia passa a significar que houve uma retomada, em comparação aos três primeiros meses do ano anterior, interrompendo aproximadamente oito períodos consecutivos de queda na atividade econômica do país, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Publicidade
Publicidade

Michel Temer enalteceu a recuperação econômica do país como sendo o "renascimento da economia", após um longo período de recessão.

Otimismo com a retomada do crescimento

As perspectivas de crescimento econômico foram preponderantes para que o PIB do país alcançasse a cifra estratosférica de R$ 1,6 trilhão. Em seu discurso divulgado através das rede sociais, o presidente Michel Temer afirmou que "há pouco mais de um ano, quando assumia a Presidência da República, o Brasil encontrava-se mergulhado na mais profunda recessão de toda a sua história", ressaltou o mandatário. O presidente concluiu ainda que "os números que foram disponibilizados na data de hoje marca o crescimento da economia brasileira por meio de bases sólidas e sustentáveis", defendeu Temer, sinalizando que o país saiu da recessão.

Publicidade

Os dados apresentados também agradaram muito um dos principais responsáveis pela retomada do crescimento econômico; o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O presidente Temer, entretanto, ressaltou em seu discurso que, na pior recessão do século no país, milhões de brasileiros perderam seus empregos e milhares de empresas "quebraram" no Brasil.

As postagens positivas da economia do país também são uma "tentativa" de afastar o presidente dos escândalos de corrupção, principalmente, em relação à grave crise política, a partir da divulgação do conteúdo da delação premiada do empresário Joesley Batista, dono da JBS, que envolveu diretamente o presidente da República.

Apesar dos números positivos, o IBGE considera que ainda é um pouco cedo para afirmar com segurança que o país tenha realmente se livrado da recessão, já que a retomada ocorreu após sucessivas quedas da atividade econômica. Porém , Temer ressaltou que o país está na "direção correta, salientando que com as reformas sendo aprovadas, o Brasil vai crescer ainda mais". #governo federal #Crise econômica