O Governo Federal deve iniciar o pagamento do abono PIS/PASEP 2017/2018 no começo do próximo mês de julho. Algumas mudanças devem ser observadas no pagamento do benefício a partir deste ano de 2017. O governo adotou novas regras para o pagamento do abono salarial e os trabalhadores que tiverem direito ao recebimento do abono salarial PIS/PASEP 2017/2018 passam a receber o benefício proporcional ao período de serviço prestado.

Com a regra antiga, a pessoa que trabalhasse por pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano, teria direito ao recebimento do abono integralmente, ou seja, o valor equivalente a um salário mínimo vigente.

Publicidade
Publicidade

No entanto, com as novas regras estabelecidas pelo Governo Federal, esse benefício passa a ser pago de maneira integral.

Isso quer dizer que o valor somente será pago integralmente se a pessoa trabalhar os 12 meses do ano-base em questão. Caso contrário, o pagamento será feito de acordo com o período trabalhado. Por exemplo, se o trabalhador prestou serviço por 30 dias, com carteira assinada, terá direito a 1/12 avos do salário mínimo vigente, 60 dias 2/12 avos e assim sucessivamente.

Com as novas regras impostas pelo governo, a maior parte dos trabalhadores ainda tem dúvidas em relação ao recebimento do abono. É necessário que as pessoas não façam planos com o recebimento do benefício antes de saber com certeza qual será o valor que terá direito.

O Ministério do Trabalho deverá divulgar nas próximas semanas o calendário oficial do abono salarial PIS/PASEP 2017/2018 que tem como base o ano de 2016.

Publicidade

Pagamento abono salarial ano-base 2015: prazo encerra fim do mês de junho

Por enquanto, ainda estão sendo pagos aos trabalhadores os valores referentes ao ano-base de 2015. De acordo com um levantamento realizado pelo Ministério do Trabalho, aproximadamente 1,8 milhão de pessoas quem tem direito ao benefício ainda não realizaram o saque. O prazo para retirar os valores do abono salarial, que tem como base o ano de 2015, vai ser encerrado no próximo dia 30 deste mês de junho.

Os beneficiários devem ficar atentos, pois não existe nenhuma previsão para que esse prazo seja prorrogado. Caso o beneficiário não retire o #Dinheiro no prazo correto, ficará sem receber o dinheiro, pois o abono não é cumulativo e os valores não sacados pelos trabalhadores voltará para os cofres públicos.

Para realizar a retirada do abono salarial PIS/PASEP, que tem como base o ano de 2015, o trabalhador que tem direito ao recebimento deve se dirigir as agências da Caixa Econômica Federal para quem for cadastrado no PIS.

Publicidade

Caso o trabalhador inscrito no PIS tenha o cartão cidadão, pode retirar o seu benefício nas casas lotéricas ou diretamente nos caixas eletrônicos. Para aquelas pessoas que são cadastradas no PASEP devem procurar as agências do Banco do Brasil.

Para ter certeza se tem direito ao recebimento do benefício, o trabalhador pode realizar uma consulta através do site do Ministério do Trabalho, ou então entrar em contato através do telefone 158. A pessoa precisa ter em mão o CPF, o número do PIS/PASEP e também informar a data de nascimento. #Economia