A falta de #Dinheiro para manter as contas em dia é um problema que atinge muitas famílias em todo o Brasil. Nessas situações, a maioria das pessoas tende a pensar que bastaria ter um salário maior para equilibrar as contas e nunca mais se envolver em dívidas. Em alguns casos, isso pode até ser verdade. Em outros, as dívidas podem ter acontecido em decorrência de imprevistos, como a perda do emprego, por exemplo. Entretanto, estar empregado e ter um holerite mais gordo nem sempre é sinônimo de contas em dia, pois, em muitos circunstâncias, o problema é causado pela simples falta de planejamento.

Por isso, além de enfrentar a situação e acabar de vez com as dívidas, também é preciso se planejar para não sofrer mais com a falta de dinheiro.

Publicidade
Publicidade

Assim, será possível viver bem, mesmo ganhando pouco.

1. Faça um diagnóstico da sua situação financeira

O primeiro passo para quem deseja sair do vermelho é saber exatamente o quanto e para quem está devendo. Se estiver com uma dívida alta no cartão de crédito ou no limite especial, por exemplo, deverá se livrar destas dívidas o quanto antes, pois os juros nestes casos são altíssimos . Além disso, também é preciso avaliar se as dívidas foram contraídas para pagar despesas essenciais ou se os gastos foram feitos por causa de futilidades. Desta forma, fica mais fácil identificar as melhores formas de pagar as contas e evitar novas multas e encargos.

2. Elabore uma planilha para controlar o seu orçamento

Coloque em uma planilha todos as despesas fixas e variáveis para descobrir quanto resta por mês para pagar as dívidas.

Publicidade

Com essa planilha você saberá se existem gastos que podem ser cortados para aumentar seus recursos, além disso, você também pode descobrir se o seu rendimento é suficiente para pagar suas contas. Se as suas despesas forem maiores do que o dinheiro que você recebe mensalmente, o corte de gastos será obrigatório.

3. Renegocie o pagamento de suas dívidas

Quando souber exatamente o quanto você pode pagar por mês para quitar as dívidas, entre em contato com com o credor e renegocie. Peça descontos, apresente a sua proposta e procure conseguir um bom acordo. Se a negociação não for boa e o valor ainda estiver alto, pesquise por empréstimos com taxas de juros menores e troque a dívida, se necessário.

Organizar o orçamento e acabar com as dívidas são tarefas trabalhosas, mas que valem a pena. A certeza de ter as contas em dia e o prazer de gastar com sabedoria aumentam a sensação de segurança, deixando a mente mais tranquila e saudável. Coloque em prática o plano de sair do vermelho e lembre-se de sempre manter o controle e o planejamento dos gastos. Assim, além de evitar as despesas com juros e de conseguir comprar mais coisas com menos dinheiro, você ainda melhora a qualidade do seu sono e da sua saúde. #Economia #Finança