Todos os brasileiros sentem na pele a dificuldade de controlar sua renda, conforme o imposto se encontra na taxa elevada. O nosso imposto não é somente alto, como também mal administrado. Uma pesquisa feita pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação) obteve um cálculo que apenas nesse ano, os brasileiros precisariam trabalhar cerca de 153 dias do ano, apenas para pagar os seus impostos. Completando os dias exatamente hoje, sexta-feira, 2 de junho. A pesquisa também concluiu em sua estimativa que, cerca de 41,8% de todo o dinheiro conquistado da população é diretamente direcionado aos tributos municipais, estaduais e federais.

Publicidade
Publicidade

A situação do Brasil no momento contribui muito para agravar esse quadro, fazendo com que a corrupção consumisse cerca de 29 dias de trabalho de cada trabalhador, conforme o resultado obtido na pesquisa pelo Instituto. A pesquisa apontou que, há 40 anos no país, era necessário trabalhar dois meses e 16 dias para quitar os impostos. Hoje, já se calcula mais que o dobro do passado, sendo calculados cinco meses e dois dias de trabalho.

Impostos abusivos e sem retorno

O IBPT estendeu sua pesquisa, comparando diversos países e as quantidades de dias necessários para pagar seus impostos. Entre 27 países calculados, o Brasil obteve o 8º lugar onde mais se trabalha para conseguir pagar o seu imposto. O Brasil ficou atrás apenas da Dinamarca, França e Suécia.

João Olenike, presidente da IBPT disse que a diferença entre o Brasil e a Noruega, é que lá os impostos retornam em forma de melhoramento na saúde, educação e transporte.

Publicidade

Totalmente ao contrário daqui, onde se paga muito, e se vê pouco retorno. O instituto usou como base para a sua pesquisa o Projeto Lupas, aplicado nas compras públicas. O projeto é responsável por monitorar todas as compras feitas pelos órgãos federais, órgãos estaduais e municipais, onde são comparados todos os valores pagos pelos governos ao preço das mercadorias ou serviços comprados pelas empresas analisadas.

Os impostos estão tão acentuados que a pesquisa mostrou que, ao comprar um produto por R$ 10 reais, você paga R$ 8 reais em imposto. Eles também obtiveram os resultados como: 81,87% é pago somente de imposto ao comprar uma cachaça, 81,51% ao comprar Vodca, 80,42% ao comprar um cigarro, 78,99% nos perfumes importados e 69,13% nos perfumes nacionais, e 76,66% ao consumir uma caipirinha. #Economia #Crise