Muitos trabalhadores que possuem direito ao abono PIS/PASEP, referente ao ano de 2015, ainda não fizeram o saque do dinheiro. O prazo que a princípio se extinguia nessa sexta-feira, 30 de junho, foi prorrogado e um novo período para retirar esse dinheiro será reaberto de 27 de julho a 28 de dezembro de 2017.

Para que o trabalhador tenha direito é preciso que o mesmo tenha trabalhado pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano de 2015, recebendo até dois salários mínimos, além de estar inscrito há mais de cinco anos no #pis/#PASEP e que seu nome conste na RAIS, Relação Anual de Informações Sociais, documento que o empregador deve repassar ao Ministério do Trabalho anualmente, constando os dados das pessoas que trabalharam na empresa.

Publicidade
Publicidade

Essa prorrogação do prazo para saque é muito importante, visto que 6,49%, mais de 1,57 milhões de trabalhadores que possuem direito ao abono ainda não fizeram a retirada do mesmo. Segundo o Ministério do Trabalho, o montante disponível para saque chega a quase 2 bilhões de reais.

Num momento de crise econômica, em que muitos trabalhadores estão desempregados, um dinheiro a mais é sempre bem-vindo. Vale lembrar que se o abono, que é um direito dos trabalhadores, não for sacado no prazo indicado acima, o mesmo voltará para os cofres públicos.

Também no mês de julho já começa a ser pago o abono do PIS/PASEP 2017/2018, para aqueles que trabalharam, seguindo as regras já faladas, no ano base de 2016. O calendário será de acordo com a data de nascimento. Em 27 de julho começam a receber os nascidos em julho.

Publicidade

Têm direito ao PIS os trabalhadores de empresas privadas que cumprem as regras do programa e o pagamento é feito através da Caixa Econômica Federal. Quem possui Cartão Cidadão com senha pode sacar em uma Casa Lotérica ou num terminal de autoatendimento no banco. Se o trabalhador não tiver o cartão, o saque poderá ser realizado em uma agência da Caixa, apresentando um documento de identidade.

Os servidores ppúblicos que fazem juz ao recebimento do abono, recebem o Pasep, pelo Banco do Brasil. Geralmente o pagamento é realizado através de depósito em conta, por isso é preciso conferir se não houve o depósito e só aí procurar uma agência do Banco do Brasil, munido de documento de identidade, para verificar a sua situação.

Você pode saber se possui direito ao abono PIS/Pasep acessando o seguinte site do Ministério do Trabalho: http://verificasd.mtb.gov.br/abono/, ou através do número 0800-726 02 07, na Caixa e no número 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Divulgue essa notícia. Muitos trabalhadores ainda não sacaram o abono. #Economia