Existem mais de 1,8 milhão de trabalhadores que ainda não receberam o beneficio do PIS/PASEP. O prazo para recebimento dos valores vai até o dia 30 deste mês de junho. Para saber se o trabalhador tem direito ao saque do benefício e ao valor que poderá sacar, basta que o beneficiário consulte o site do Ministério do Trabalho. O saque do abono PIS/PASEP é referente ao ano-base 2015 e até o momento não se sabe se o prazo do saque será prorrogado.

Aproximadamente R$ 1,2 bilhão ainda não foram sacados pelos beneficiários do PIS/PASEP, que tem direito ao recebimento deste benefício [VIDEO]. São mais de 24 milhões de beneficiários que tiveram direito a retirada dos valores e, destes, cerca de 7,58% ainda não retiraram o #Dinheiro.

Publicidade
Publicidade

O Ministério do Trabalho fez a divulgação deste balanço para alertar as pessoas que ainda não fizeram o saque do benefício. Com as novas regras implantadas para o recebimento do abono, os valores dos benefícios estão variando entre R$78 a R$ 937. Até o momento, já foram liberados mais de R$15 bilhões para os trabalhadores que realizaram o saque.

Vale lembrar que esse benefício não é acumulável e se o trabalhador não realizar a retirada do dinheiro no período correto, não será possível realizar o saque e garantir o dinheiro. O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, ainda destacou que esse recurso injeta dinheiro no mercado e ajuda a impulsionar a #Economia do Brasil.

Como saber se tenho direito ao abono

O trabalhador que ainda não realizou o saque do dinheiro e tem dúvidas se faz jus ao benefício, basta realizar uma consulta no site do Ministério do Trabalho.

Publicidade

Será necessário ter em mão alguns documentos como o CPF ou o número do PIS ou PASEP e também fornecer a data de nascimento do beneficiário. Ao fazer o acesso ao site, procure a opção abono salarial e depois consulta abono salarial.

Quem tem direito ao recebimento do benefício?

Farão jus ao recebimento deste benefício as pessoas que trabalharam com carteira assinada por no mínimo 30 dias no ano de 2015, tendo recebido um salário médio de até dois salários mínimos vigentes no ano de referência. Uma outra condição para realizar o saque é que o trabalhador já esteja inscrito no cadastro do PIS/PASEP há no mínimo cinco anos e ainda é necessário que a empresa tenha feito as informações corretas na RAIS – Relação Anual de Informação Social.

Onde realizar o saque

O trabalhador que tem direito ao recebimento do abono poderá realizar a retirada dos valores nas agências da Caixa Econômica Federal para quem recebe o PIS e também nas agências do Banco do Brasil para os trabalhadores inscritos no PASEP.

Publicidade

Os beneficiários que possuírem o cartão cidadão e tiverem cadastrado a senha também conseguem fazer a retirada dos valores diretamente no caixa eletrônico e nas casas lotéricas.

Caso o beneficiário atenda a todos os critérios para recebimento, mas o nome não está na lista dos que possam realizar a retirada do dinheiro, existe a possibilidade que o benefício tenha sido creditado diretamente na conta.