O prazo para realização dos saques do benefício PIS/PASEP,que tem como ano-base 2015, vai se encerrar no próximo dia 30 deste mês de junho. Os trabalhadores que têm direito ao saque dos valores devem ficar atentos, pois não existe previsão de prorrogação deste prazo. Conforme informações do Ministério do Trabalho, um levantamento realizado até o último dia 5 aponta que mais de 1,8 milhão de beneficiários do abono ainda não realizaram o saque.

De acordo com os dados levantados pelo Ministério do Trabalho, o montante representa mais de 7% dos 24,2 milhões de beneficiários do abono. Isso representa um valor equivalente a R$ 1,2 bilhão que ainda não foram sacados.

Publicidade
Publicidade

O total retirado pelos trabalhadores até o momento é de R$ 15,7 bilhões.

É importante que a pessoa que tenha direito a realizar o saque do benefício fique atenta ao prazo. Caso o beneficiário não retire o #Dinheiro, esses valores não são cumulativos, ou seja, não será possível realizar o saque destes valores no próximo ano. O trabalhador pode fazer uma consulta ao site do Ministério do Trabalho para saber se tem algum recurso para receber.

Como fazer a consulta pelo site do Ministério do Trabalho

Para saber se tem algum recurso para receber, o trabalhador pode fazer a consulta pelo site e deve ter em mãos o número do PIS/PASEP, CPF e também vai precisar da data de nascimento. Será necessário acessar a opção Abono Salarial e, em seguida, escolher a opção consulta.

Critérios para realizar o saque do abono PIS/PASEP

O abono está sendo pago para as pessoas que realizaram atividade remunerada através de carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano de 2015.

Publicidade

Para fazer jus ao benefício, a remuneração do empregado não pode ter ultrapassado o valor de dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador precisa estar inscrito no cadastro do PIS ou PASEP há pelo menos cinco anos. Outro critério é que a empresa tenha enviado os dados do empregado de maneira correta através da RAIS – Relação Anual de Informação Social.

Como retirar o benefício

Os trabalhadores inscritos no PIS: podem procurar as agências da Caixa;

Os que tiverem o Cartão Cidadão com a senha cadastrada: podem retirar os valores diretamente no caixa eletrônico ou nas agências dos Correios;

Os inscritos no PASEP: podem se dirigir às agências do Banco do Brasil.

Qual a diferença entre PIS e PASEP?

Na maioria das vezes, sempre se faz referência aos dois programas. No entanto, apesar de terem as suas semelhanças, os dois abonos têm características específicas para classes de trabalhadores diferentes.

Uma das principais diferenças entre os dois programas é a forma de pagamento. O pagamento do PIS é realizado pela CEF – Caixa Econômica Federal aos trabalhadores que realizam suas atividades pelo setor privado. Já o PASEP, o pagamento é realizado pelas agências do Banco do Brasil e atende aos empregados que realizam suas atividade para o setor público. #Economia