Com os altos rendimentos que os #bancos têm no Brasil, alguns investidores pensam a ser acionista das instituições. Neste pensamento, o Credit Suisse analisou os maiores bancos que atuam no país e mostrou quais podem ser mais rentáveis ao investidor. Só em 2016, os bancos que atuam no Brasil tiveram lucro de R$ 50 bilhões.

Sendo um dos maiores bancos do país, o Bradesco foi o preferido pelo banco suíço. Para os gestores do Bradesco, é de grande importância tal avaliação e também o momento que se passa no país. Mesmo prevendo uma queda mais agravante nos empréstimos, e avaliando positivamente, a curto prazo, o corte dos juros Selic, voltando à um digíto, os gestores acreditam que a expectativa de ganhos neste ano continua de pé.

Publicidade
Publicidade

O faturamento do Bradesco em 2016 foi um dos maiores, chegando a R$ 15 bilhões. O ativo Bradesco PN, teve queda no pregão da última quarta-feira (26) de 0,87%

Se a aposta era o Itaú como a mais cotada para investir, não foi o que visualizou à avaliação do Credit Suisse. Os analistas veem o banco em uma má fase e também com solidez financeira, o que não traria rentabilidade necessária para o investidor. Sendo o banco que mais lucrou em 2017, os banqueiros suíços preferem investir na holding Itaúsa em vez dos próprios papeís do Itaú. Em dia de bolsa negativa, o ITUB4, sofreu queda de 0,46%.

Investimento Hipster

Para sair da mesmice os investidores suíços acreditam no Santander como uma otíma opção. Sendo um dos maiores na Europa, o banco espanhol ainda é visto como “pequeno” para alguns analistas.

Publicidade

Em 2016 houve lucro de R$ 5 bilhões, algo nada assombroso como o Itaú ou Bradesco, mas a sua trajetória de ganhos na bolsa de valores impulsiona e “brilha os olhos” de investidores. Enquanto a Bovespa sofria queda, as ações do banco estavam em alta acima do 1% fechando o pregão em 1,37%.

Analistas não acreditam que essa trajetória positiva do Santander continue, mas dentro do banco o pensamento é totalmente contrário.

Banco canarinho

Mas e o Banco do Brasil? O BB está entre os bens qualificados na avaliação do Credit Suisse. Os suíços colocam o banco brasileiro entre os três mais bem cotados para investimento, e também sendo um possível investimento fora dos grandes bancos já conhecidos, como Bradesco e Itaú.

Fortemente atrelado ao que acontece no país, o Banco do Brasil não teve um ótimo dia nesta última quarta-feira. Queda de 2,44%. Seu papel acionário, Brasil ON, chegou ao preço de R$ 29,00 no meio da tarde. Após os maiores portais afirmarem o corte nos juros de 1%, a ação caiu e fechou em R$ 28,84. No mês de julho não é o menor preço que já ocorreu, sendo precificada em R$ 27,00 tornando uma alta para o fim do mês. #investimentos #Economia