Publicidade
Publicidade
2

Quase todo brasileiro têm o sonho de comprar sua casa ou apartamento. Esse sonho é alimentado durante muitos anos e geralmente são feitos muitos esforços para adquirir a tão sonhada casa dos sonhos!

Como a grande maioria da nossa população vive com sérias restrições financeiras, o #financiamento é a maneira mais frequente e comum quando falamos em compra de apartamento ou casas. Por isso, recentemente, todos ficamos preocupados e ansiosos com o anúncio das mudanças nas regras do financiamento pela Caixa Econômico Federal.

Confira o que mudou nas regras do financiamento

Para financiar um imóvel, novo ou usado, agora é necessário ter no mínimo 20% do valor total do apartamento ou casa.

Publicidade

Lembrando que estamos falando de financiamento para quem usará FGTS, regulados segundo a tabela do Sistema de Amortização Constante, conhecida como tabela SAC. Ou seja, só será possível financiar 80% do valor total no caso dos Pró-Cotistas.

Anteriormente era possível financiar 90% do valor total do imóvel desejado. Para quem não usará FGTS vai ficar ainda mais difícil, poderá financiar 80%, caso seja um imóvel novo, e apensa 60% quando se tratar de um imóvel usado.

Para quem for usar o programa habitacional Minha Casa Minha vida também encontrará novidades não tão boas. Agora só será possível financiar 80% do valor total do imóvel.

Por que essas mudanças agora?

A Caixa Econômica federal continua sendo o banco mais procurado para quem deseja financiar um imóvel, cerca de 70% dos financiamentos são realizados pela Caixa Econômica.

Publicidade

A direção do Banco comunicou que fez essas alterações para se adequar à política de alocação de capital. A Instituição ainda salientou que essas mudanças devem impactar poucos clientes, segundo eles, apenas 10% dos clientes que buscam financiar um imóvel serão impactados.

Comprar ou alugar um imóvel?

Sempre que alguma mudança nas regras de financiamento ocorre, esse questionamento volta à tona. Será que é melhor comprar um imóvel ou alugar?

Como falamos no início do artigo, a compra de um imóvel é um grande sonho para muitas pessoas. Então além de fazer contas é preciso também levar em consideração o bem estar causado pela realização de um sonho.

Se analisarmos somente os números de forma fria, atualmente alugar tem sido uma boa opção. Já que os juros, apesar de uma leve diminuição, continuam muito altos, e é possível encontrar boas oportunidades para locação.

Entretanto há alguns inconvenientes. Por mais que você tenha uma relação próxima com o proprietário, o imóvel não é seu e nem sempre lhe será permitido fazer mudanças ou adaptações que você julgue importantes.

Então você precisa colocar os prós e contras na mesa antes de tomar uma decisão e, claro, fazer muitas contas! #Aluguel #Limite de Financiamento