Para quem já teve a felicidade de visitar a #Grécia, pode observar que os gregos são fascinados por uma bebida que acabou sendo incorporada ao estilo de vida da maioria dos seus cidadãos. Trata-se do famoso “frappé”, que é um café gelado batido com muita espuma.

Tanto é assim que a bebida, que influencia diariamente as conversas, costumes e comportamentos dos gregos, será homenageada na conhecida mundialmente “Feira Internacional de Thessaloniki” deste ano. [VIDEO]

A feira em questão é realizada anualmente e tem por objetivo garantir oportunidades de #Negócios, apresentar o potencial tecnológico, industrial, comercial e cultural dos países participantes do encontro, que ocorre sempre no mês de setembro.

Publicidade
Publicidade

Thessaloniki é a 2ª cidade em importância econômica e tamanho da Grécia, estando localizada ao Norte do país helênico, sendo muitas vezes denominada como a “ninfa do Termaico”, em alusão ao Golfo Termaico, porção do Mediterrâneo que banha aquela parte do país.

Mas retornando ao tema principal do artigo, já transcorreram 60 anos desde que o frappé foi integrado como um acessório essencial ao estilo de vida de muitos gregos. Não é à toa que na 82º feira deste ano, o frappé terá um museu próprio no local dos eventos entre os países.

A título de esclarecimento, foi na 22ª feira internacional de Thessaloniki, há 60 anos que o café como bebida gelada, super valorizada pelos gregos, foi introduzida pela primeira vez no evento internacional.

Neste setembro de 2017, a “Coffee Beans Maker” da Nestlé cooperará com as festividades em torno do frappé, apresentando o frappé feito pela Nescafé, que é uma marca de café solúvel pertencente à empresa suíça, muito comum na Europa e mesmo no Brasil.

Publicidade

É habitual observar a população grega no dia a dia, sentada nos inúmeros #Cafés, como chamam os restaurantes e bares locais, bebericando e conversando em torno de copos longos de frappé muito bem batido e abundante em espuma, que dá água na boca.

Os participantes que forem na feira em Thessaloniki neste ano, poderão visitar o museu que será inaugurado e ficará no quiosque 11; sendo que, depois as pessoas poderão ver que foi criado um ambiente exterior transformado em uma espécie de bar na praia, com areia de verdade, guarda-chuvas e brisa de verão; tudo isso para se desfrutar um frappé gelado.

Durante as festividades, os visitantes terão a oportunidade de aprender sobre o "nascimento" da famosa bebida de café, que segundo se sabe surgiu na 22ª feira, quando o funcionário grego da Nestlé na Grécia, Dimitris Vakondios, quis um café instantâneo, o qual teve de ser feito sem água quente.

Por causa da alta temperatura do clima, comum em setembro na Grécia [VIDEO] e a falta de água quente, Vakondios improvisou, colocando duas colheres de café instantâneo em shaker com água fria, sacudindo intensamente até que o café se dissolvesse.

Publicidade

Pronto! Assim, simples e inesperadamente foi criado o frappé.

O importante é que com café gelado ou sem café gelado, a Feira Internacional de Thessaloniki gera muitas divisas e é extremamente importante à economia do pequeno país dos Bálcãs, além é claro da Grécia ser um dos locais do mundo que mais atrai turistas e visitantes dos quatro cantos do planeta, algo importantíssimo para o período de crise financeira enfrentada pela nação.

Tarde ensolarada no Golfo Termaico em Thessaloniki, Grécia