Há vários meses a situação carcerária no Brasil tem sido motivo de debates por inúmeros brasileiros. Na grande maioria das opiniões, os presos apenas dão prejuízos aos cofres públicos, sem ao menos terem que trabalhar como cidadãos comuns. Esse é um dos vários motivos que têm causando indignação.

Nesta semana, uma matéria acabou sendo um dos principais assuntos entre os internautas. A matéria afirma que o Instituto Nacional do Seguridade Social (#INSS) tem usado em média um valor de R$ 50 milhões todos os meses para suprir as despesas geradas com o #auxílio-reclusão, que é um benefício que os detentos em regime fechados ou semiaberto recebem durante o período de detenção ou reclusão.

Publicidade
Publicidade

Estima-se que, entre os meses de janeiro e outubro de 2016, o governo desembolsou R$ 445,1 milhões para suprir os benefícios dos presos no país. Esses valores determinam um aumento de 408% dos gastos tidos com os presidiários nos últimos 10 anos.

Vale ressaltar que não são todos os presos que recebem esse auxílio, pois é destinado apenas para os familiares que já estavam contribuindo com a Previdência antes de ser #preso. Também deve-se ressaltar que nem todos os cidadãos arcam com as despesas do auxílio-reclusão, pois quem realmente paga o preço são os contribuintes do INSS.

No dia 11 de janeiro deste ano, uma Portaria Interministerial determinou que o valor do auxílio-reclusão não pode ser menor que o valor do salário mínimo em vigor. Esse valor de R$ 397 é recebido todos os meses por familiares do preso.

Publicidade

Um conjunto de propostas tramita no Congresso Nacional, com o objetivo de cessar ou restringir esses benefícios adquirido pelos presos. Na Câmara, também tramita uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que estipula o possível fim do auxílio-reclusão. Porém uma nova proposta faria a substituição, que seria um fundo para indenizar familiares das vítimas de violência. Enquanto nenhuma dessas propostas é aprovada, o tema segue em discussão em várias partes do país. [VIDEO]

Nas redes sociais

Nas redes sociais, são muitos os comentários de internautas insatisfeitos. “O Brasil precisa urgentemente de um bom governante, esse negócio de sustentar presidiários não pode mais acontecer. É um absurdo, enquanto eles matam, roubam, destroem famílias, nós que acabamos pagando o preço. Eles deveriam ser obrigados a trabalhar para poderem comer e ter o seu dinheiro. Quantas rodovias precisando ser capinadas, quantas ruas e avenidas cheias de lixo reciclável que poderiam ser limpas por esses presos. São uma infinidade de mão de obras que eles poderiam fazer. Mas o nosso governo prefere sustentar esses infratores às custas dos cidadãos de bem”, comentou um internauta.

E você, qual a sua opinião sobre o tema em questão? Deixe seu comentário logo abaixo.