A Europa dá um fruto potente no mundo econômico das bebidas. Sede das mais belas e gigantes videiras do mundo. #Itália e #França são os países europeus que competem lado a lado pela maior produção mundial de #Vinho.

O fator chave para a produção de uva é o clima. Segundo noticiou o Journal Daily Republic, em abril deste ano caiu muita geada na França, em outras épocas ocorreu seca e também clima quente, variações climáticas europeias prejudicais as videiras. As intempéries naturais destacadas pela mídia europeia farão os franceses arcar com a menor produção de vinho dos últimos 60 anos, ou seja, desde 1957, ano que ocorreram geadas semelhantes na França, conforme dados do Ministério da Agricultura francês.

Publicidade
Publicidade

Bordeaux, Champagne e outros nomes conhecidos no mundo tornaram o vinho o principal produto de exportação agrícola da França, faturando para o país, em 2016, divisas no valor de US$ 9,7 bilhões.

Itália é a maior produtora de vinhos do mundo

Em se tratando de produção de vinho, a campeã europeia deste ano será a Itália, com seus 47,2 milhões de hectolitros, conforme previsão da Associação Italiana de Técnicos da Indústria Vitivinícola, e a França produzirá 36,9 milhões de hectolitros. Segundo a agência Reuters, na Itália os problemas giram em torno da burocracia legal que impedem o crescimento agrícola mantido por gerações de famílias italianas especialistas na produção de uva.

Os reclamos dos produtores italianos residem nos novos regulamentos criados em 2016 que preveem a limitação do crescimento das terras cultivas com videiras em 1% ao ano.

Publicidade

A iniciativa para formalizar o regulamento partiu de países produtores, inclusive a Itália, para evitar uma bancarrota econômica de excesso de oferta de vinho. Porém, instituições nacionais do vinho na Itália, como a União Italiana do Vinho, já manifestou que as regras são demasiadamente rígidas.

Em se tratando de videiras, há uma outra diferença entre as videiras italianas, é a área plantada. Em regra na Itália, há um maior número de famílias que laboram suas videiras em espaços menores com 2 hectares aproximadamente, diferente da França, aonde as áreas médias chegam a 10 hectares por produtor.

Mais produtores na Itália e maior extensão na França, geada na França e limitação na Itália são os fatores do vinho europeu que circulam no meio dos rivais históricos na produção desta lendária e mitológica bebida que é item essencial no consumo saudável [VIDEO]para muitas pessoas.