Publicidade
Publicidade

Todo trabalhador que se enquadra nas regras [VIDEO] estabelecidas pela Receita Federal deve fazer a declaração do #Imposto de Renda. Ela é obrigatória, mas todo início de ano o contribuinte fica com dúvidas sobre quem deve e como deve declarar. Para esclarecer as dúvidas a Receita Federal preparou um guia, sobre a declararão do Imposto de Renda onde o contribuinte fica ciente de quem é isentou ou não, e quais as mudanças que devem ser conhecidas para o correto preenchimento do IRPF #2018.

O órgão prevê que a declaração do Imposto de Renda referente ao ano de 2018/ano base 2017 seja entregue por aproximadamente 40 milhões de contribuintes.

Publicidade

Para agilizar no preenchimento das declarações do IRPF 2018, a Receita Federal já dispõe do cronograma completo, com as pessoas a entregar a declaração do IR referente ao próximo ano - aproximadamente 40 milhões de contribuintes.

Também já divulgou o calendário com o cronograma completo para a declaração do IRPF 2018. Para evitar multas por atraso ou ter que estrar se explicando junto à Receita Federal, é importante que o contribuinte faça a sua declaração dentro do prazo legal.

Confira o perfil dos declarantes

O trabalhador [VIDEO] que se enquadrar em uma das exigências da Receita será considerado elegível e deverá, obrigatoriamente, fazer a declaração do Imposto de Renda, quer seja o trabalhador da ativa, pensionista ou o aposentado. Entre os tributos brasileiros, o IR é um dos mais importantes.

Publicidade

É importante observar os critérios impostos para definir quem deve pagar o imposto em 2018:

  • Quem recebeu rendimentos tributáveis no ano de 2017 superior a R$ 28.559,70, e os trabalhadores da ativa, aposentados ou pensionistas cuja renda mensal tenha sido acima de R$ 1.903,98;
  • O trabalhador do campo que, no ano de 2017, acumulou renda rural bruta acima de R$ 128.308,50;
  • Quem investiu no mercado de capitais ou similares, ou que tenha investido qualquer valor em bolsa de valores;
  • Quem entre as suas posses tiver imóveis ou terrenos, cujo valor esteja acima de R$ 300 mil;
  • Quem ao vender imóvel optou pela isenção do seu valor, objetivando comprar outro imóvel em território nacional dentro do prazo legal de 180 dias;
  • Quem teve rendimentos não tributáveis superior a R$ 40.000,00;
  • Observação: Valores não tributáveis são aqueles que não geram valor líquido e nem lucro, e são, portanto, valores não tributáveis, ficando isento de pagar o imposto;
  • O trabalhador que tiver renda mensal menor que R$ 1.903,98, não necessita declarar o Imposto de Renda;
  • Fica isento de pagar o imposto de renda, amparado na lei nº 7.713/88 quem for diagnosticado como portador de doença grave.

Agenda da Receita Federal

Sonegar imposto, seja ele qual for, é crime e a pena pela sonegação é a detenção, em regime fechado, por até dois anos, além de multa.

Publicidade

O cronograma do Imposto de Renda 2018 foi divulgado pela Receita Federal, ficando dessa forma:

Mês de Janeiro: através de portaria interministerial, a alíquota de reajuste do Imposto de Renda 2018 será liberada.

Janeiro, 20: Ganho de capital 2018, pelo portal da RFB, e Carnê Leão 2018 - O Imposto de Renda 2018 terá seus programas auxiliares liberados.

Fevereiro, 23: A Receita Federal terá o seu portal liberado para o download do Programa IRPF 2018.

Março, 02: Imposto de Renda 2018 – começo do prazo para a entrega da declaração.

Abril, 28: Imposto de Renda 2018 – último dia para a entrega da declaração. #delaração