Publicidade
Publicidade

Se livrar do aluguel e ter uma casa própria nem sempre é uma tarefa fácil, mas é o sonho de muitas famílias brasileiras. Se você também almeja realizar este sonho, fique atenta, não perca nenhum detalhe deste artigo e veja como será possível, mesmo diante da crise econômica que o Brasil enfrenta.

A Caixa Econômica Federal ampliou, na segunda-feira (6), em R$ 8,7 bilhões os recursos do crédito habitacional destinados às faixas 1,5 e 2 do programa Minha Casa, Minha Vida, voltadas para famílias com renda de até R$ 4 mil. A linha utiliza recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Compre seu imóvel com o auxílio governo - Saiba tudo

O que é Minha casa minha vida?

Minha Casa, minha vida é um Programa Social que possibilita pessoas de baixa renda ter um imóvel.

Publicidade

Para quem não sabe, as casas populares possuem sala, cozinha, banheiro, área de serviço e dois quartos. Este programa foi criado em 2009 pelo #Governo federal.

As aquisições de apartamentos ou até mesmo casas eram para famílias, cuja renda era de R$ 1,6 mil mensais, mas atualmente foram realizadas algumas mudanças.

Quais são os novos valores de renda máxima?

Com as novas mudanças realizadas pelo atual presidente Michel Temer (PSDB) e o banco Caixa Econômica Federal, os valores podem variar, veja os exemplos:

Como realizar sua inscrição?

Para se cadastrar você deverá ser cadastrado no Minha Casa, Minha Vida [VIDEO] (cadastro habitacional) que poderá ser feito no município de sua cidade, ou seja, na prefeitura.

Publicidade

Você e seus familiares devem preencher todos os requisitos do governo e também você não poderá ter restrição de crédito, ter um outro imóvel em seu nome, seja ele quitado ou financiado. Você também não poderá ter usado o seu FGTS para financiar um imóvel por até cinco anos.

Quais são os documentos necessários para a inscrição?

  • RG, CPF, cópia da carteira de trabalho, certidão de estado civil, comprovante de despesas (água, luz, telefone ou aluguel), declaração do Imposto de Renda, extrato recente do FGTS, ficha de cadastro habitacional, holerite dos últimos sete meses.

Segundo o governo, quem se inscreve o programa terá algumas vantagens, entre elas estão:

  • Parcelas decrescentes depois de receber as chaves do imóvel, subsídio, redução de juros, poderá usar o FGTS, o seguro desemprego, receberá isenção ou redução de valor com despesas cartoriais, a aprovação de crédito será mais rápida, o financiamento do imóvel poderá ser feito em até 360 meses, entre outros benefícios.

Dica: Obtenha mais informações no site do governo, no portal da Caixa Econômica Federal ou ligue para o número 0800- 7260101.

Gostou do artigo? Compartilhe com os amigos e em suas redes sociais. #Bolsa Familia #Blasting News Brasil