Alexa
Publicidade
As notícias do momento

Quando notas valem mais do que conhecimento

A busca por resultados satisfatórios do ponto de vista quantitativo está minando a busca pelo saber e banalizando o ensino
Conhecer por conhecer. Isso parece cada vez mais raro nas escolas da atualidade. A educação se tornou utilitária e pouco se faz para tentar reverter o quadro. Para nossos alunos poucas coisas valem a pena aprender e o pouco que se aprende é por causas utilitárias. A pergunta mais comum em sala de aula é "por que que eu tenho de saber disso?". Esse tipo de questionamento acaba minando uma das principais virtudes do ser humano: a curiosidade. Houve um tempo em que se buscava descobertas para satisfazer a curiosidade. Os grandes nomes da astronomia, por exemplo, talvez não viram utilidade em descobrir e estudar os movimentos e características dos astros. Eles dedicaram boa parte de sua vida à observação apenas para entender como o universo funciona satisfazendo uma curiosidade pessoal. Heródoto, ao transitar entre os combatentes persas e gregos, não estava ali sendo pago para fazer o trabalho de repórter. Ele queria entender o conflito, organizar as ideias e produzir a...
Publicidade