Quem nunca teve vontade de estudar em algumas das instituições mais famosas, renomadas e com melhores ensinos do mundo? E fazer cursos, formação ou intercâmbio fora do Brasil é algo que fica cada vez mais fácil. Na verdade, é possível até estudar em instituições renomadas sem gastar nada, ou gastando muito pouco. E as vantagens não são poucas: é possível aprender e aprimorar um novo idioma, morar em meio a uma nova cultura e sair com título de mestre. Além de melhorar o currículo e facilitar a contratação para um novo emprego.

Confira abaixo cinco mestrados que você pode fazer fora do Brasil gastando nada ou muito pouco.

Alemanha

Estudos culturais e negócios internacionais

Esse mestrado dura dois anos e é feito na Universidade de Passau. Ele abre inscrições duas vezes por ano: de janeiro a abril e de julho a outubro. O mestrado é ministrado em alemão, mas a partir do quarto módulo é necessário escolher mais dois idiomas, entre chinês, vietnamita, russo, espanhol, italiano, francês, polonês, indonésio, inglês, tcheco, italiano e português. A escolha deve ser guiada pela cultura que o aluno deseja se aprofundar.

Ciências bioeconômicas

O curso é totalmente gratuito e ministrado em inglês, apesar da oportunidade ser oferecida na Alemanha. São oferecidas apenas 45 vagas. Os selecionados devem pagar apenas 160 euros de taxa administrativa. Mas também é necessário comprovar que há a capacidade de se manter na cidade (Stuttgart) durante o curso. Em média, o governo pede a quantia de 8 mil euros por ano - mas também há casos em que a Alemanha autorizou universitários do Brasil a trabalhar durante 120 dias por ano em tempo integral ou 240 dias em meio período.

Portugal

Energias sustentáveis

O mestrado ministrado em Porto não é gratuito: é necessário 950 euros por ano. Ele dura 2 anos e tem como uma das maiores vantagens o fato de ser ministrado em português (de Portugal). O tema do mestrado gera muito interesse por ser bastante atual.

Finlândia

Arquitetura

O mestrado dura 2 anos, é ministrado em inglês e tem inscrições válidas até 27 de janeiro do ano que vem. O curso é totalmente gratuito, mas o estudante deve conseguir se sustentar no país no dia a dia. Para ajudar, os estudantes do exterior podem trabalhar até 25 horas por semana. E não é necessário nem comentar sobre a qualidade de vida da Finlândia, não é?

Noruega

Economia

Todas as universidades do país são públicas. No caso de estrangeiros, é necessário pagar taxa que varia de 30 a 60 euros a cada semestre. O mestrado em Economia da Universidade de Oslo dura 2 anos e abrange diversos temas, como demografia, macroeconomia, e programas como Ambiental e Econômico. Na Noruega, estudantes do exterior podem trabalhar até 20 horas semanais. A qualidade de vida no país também é altíssima.

E essas não são as únicas oportunidades de mestrado no exterior grátis ou muito baratos. Veja mais opções aqui. #Educação #Viagem