A UFPR (#universidade Federal do Paraná) vai abrir as portas para refugiados a partir de 2016. A instituição integra o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados). O ACNUR iniciou suas atividades em janeiro de 1951, com um mandato de 3 anos para ajudar no reassentamento de refugiados europeus que ainda estavam sem moradia, como consequência da Segunda Guerra Mundial. Até hoje, a agência, que é uma das principais agências humanitárias do mundo, já ajudou mais de 50 milhões de pessoas.

Refugiados universitários podem solicitar ingresso na UFPR

Os migrantes admitidos no Brasil de forma legal, refugiados ou que possuam visto humanitário no país e que já tenham começado #Curso superior no exterior poderão estudar na UFPR a partir de 2016. Para isso, basta solicitar o ingresso nos cursos de graduação da instituição até o dia 13 de novembro de 2015. A solicitação deve ser feita pelo interessado ou através de uma procuração com firma reconhecida em cartório. Confira o edital

Documentos para solicitação de ingresso na universidade

Devem ser apresentados na seguinte ordem:

  • Requerimento bilingue (Português - Espanhol, Português - Inglês, Português - Francês);
  • Histórico escolar com as seguintes especificações: disciplinas e a carga horária de cada uma, duração do curso, graus, comprovante de créditos obtidos em cada disciplina ou conceitos de aprovação ou prova do requerimento de currículo ou qualquer documento que possa comprovar a condição de estudante de curso superior;
  •  Documento de identidade (passaporte ou documento equivalente);
  • Cópia da página do passaporte onde é indicada a situação de refugiado ou de portador de visto humanitário do universitário;
  • Cópia do CPF (Cadastro de Pessoa Física emitido pela Receita Federal do Brasil).

As cópias solicitadas devem ser autenticadas e o documentos redigidos em língua estrangeira devem ser traduzidos por tradutor juramentado. Os documentos em português, francês, espanhol ou inglês serão aceitos sem tradução. O requerente pode também justificar a indisponibilidade de: documentos, obtenção de cópia autenticada e de documento junto ao serviço consular em seu país de origem, ou a impossibilidade de obter a tradução juramentada por problemas financeiros. 

#Vagas

A entrega dos documentos não garante a obtenção da vaga.