Os interessados em prestar o vestibular no ano que vem já podem se candidatar para o Cursinho Pré-#Vestibular da UFSCar (#universidade Federal de São Carlos). As inscrições, que abriram nesta segunda-feira (7), podem ser realizadas pela internet ou pessoalmente, no Campus São Carlos. Ao todo, são 160 vagas somente para o período noturno.

Aqueles que optarem em fazer a inscrição pela internet devem acessar o site oficial do cursinho e se candidatar até às 20 horas do dia 17 de janeiro de 2016. Enquanto que os candidatos que forem se inscrever pessoalmente devem comparecer ao Núcleo UFSCar-Escola, localizado na área Sul do Campus São Carlos, nos dias 12 e 13 de dezembro e 15 e 16 de janeiro, das 10 às 16 horas.

Ao contrário dos processos seletivos anteriores, neste ano não haverá a fase de preenchimento de questionário presencial, sendo que todo o preenchimento ocorrerá na inscrição e os documentos deverão ser entregues no dia da prova. Durante a inscrição, os interessados devem apresentar o pagamento da taxa de R$ 25.

De acordo com o Calendário do Processo Seletivo 2016, os locais da prova de exame serão divulgados a partir de 24 de janeiro. A prova de Habilidades e Conhecimentos Básicos será realizada no dia 31 de janeiro, junto com a entrega da documentação para o processo socioeconômico.

A divulgação da lista geral de classificados e primeira lista de convocados ocorre em 16 de fevereiro e a matrícula da primeira chamada está marcada para 17 e 18 de fevereiro. Já no dia 19, será divulgada a segunda lista de convocados, que devem fazer a matrícula no dia 22 de fevereiro.

As aulas do cursinho têm início no dia 22 de fevereiro, às 19 horas, no Teatro Florestan Fernandes, localizado na área Norte do Campus São Carlos.

Criado em 1999, o Cursinho Pré-vestibular da UFSCar é uma entidade sem fins lucrativos administrada por discentes de graduação e de pós-graduação e docentes da instituição, tendo como objetivo propiciar melhores condições de acesso e permanência no ensino superior público a estudantes provenientes das camadas populares de São Carlos e região.

Nos últimos anos, o curso tem mantido, nos vestibulares das universidades públicas paulistas, uma média de aprovação de 25% a 30% dos estudantes que cursam até o final do ano letivo. #Educação