A França oferece oportunidades de graduação para estudantes do Brasil. O governo francês custeia 90% do #Curso, sem distinção de nacionalidade, segundo noticiado hoje (05) pelo site G1. As inscrições podem ser realizadas por meio online, sem a necessidade do envio de cópias de documentos.

Com informações da estudante e porta do voz do "Campus France", Thaís Cardim, o portal esclarece que a maioria das inscrições são deferidas pelas instituições do país, alcançando uma alta taxa de admissão de estudantes oriundos do Brasil, em torno de 85%.

Processo de entrevista

Para seguir o próximo passo do trâmite na disputa de uma vaga de graduação ou pós-graduação na França, o candidato deverá enviar informações com experiências acadêmicas e profissionais, além de textos de motivação em forma de dossiê eletrônico, para o site http://bresil.campusfrance.org.

O período de candidaturas termina no dia 21 de janeiro de 2016, para o primeiro ano de graduação nas universidades. Já para mestrado, ou sequência de graduação do segundo e terceiros anos, a data de cadastramento é diferente, se estendendo até 18 de março do próximo ano.

Segundo a agência do governo francês (Campus France Brasil), o país concedeu visto de estudante para cerca de 4 mil alunos brasileiros, confirmando que a França hoje é o terceiro país do mundo em preferência pelos estudantes do exterior.

Sobre concessão de vistos

A matéria do G1 informa ainda, que a solicitação para a obter o visto de estudante é apenas para casos de cursos de graduação acima de três meses em território francês. Na opção por este visto por parte do aluno estrangeiro, o mesmo poderá atuar no mercado de trabalho da França, em empregos de meio período, existindo a possibilidade também de cursos com estágios remunerados, com acesso a auxílio-moradia e planos especiais de transporte.

Custo do curso

Universidades Públicas: O governo francês custeia 90% do curso, sem distinção de nacionalidade; com valores em torno de 200 a 400 euros, aproximadamente 800 a 1.600 reais, ao ano, para as universidades.

Conheça mais oportunidades de intercâmbio internacional aqui. #Educação #Europa