Atualmente no Brasil cerca de 30 escolas públicas não possuem acesso à #Internet, de acordo com estatísticas do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) e os dados revelam que 22% não tem acesso à rede e 13% acessam. O ITS concluiu que escolas que possuem internet dão mais condições a seus alunos em termos de pesquisa, informações e os coloca em pé de igualdade com relação aos que também acessam.

Para professores e alunos a internet é um vasto campo de informações e conhecimentos e possibilita acessar novas ideias e acervos. Através do acesso a rede os alunos poderão ampliar o seu campo de busca e ter contato com vários pensamentos, o que abrirá suas reflexões. Um fator importante para a internet nas redes públicas é a perspectiva que se abre com relação aos recursos, principalmente para escolas carentes, pois elas podem usufruir dos campos de pesquisa e material didático online.

Cerca de 80% das escolas públicas tem acesso a internet, mas nove mil escolas não se conectam, devido aos problemas de lentidão e 4,5 milhões de alunos estão prejudicados. Nas escolas públicas das cidades, o Governo Federal implantou o Programa Banda Larga nas Escolas (PBLE), junto com empresas telefônicas. São elas que fazem a conexão da internet e realizam o suporte técnico da rede.

De acordo com a lei as escolas tem que ter acesso à velocidade de dois Megabites, e as empresas contratadas devem manter a conexão, para que os alunos possam utilizar. No Brasil há um avanço com relação a outros países, pois os mesmos só ofertam 50 ou 100 Mbps para as escolas.

SOBRE A INTERNET NAS ESCOLAS RURAIS

As escolas acima de 181 alunos terão que ser atendidas por operadoras de celular 4G. Escolas muito distantes poderão fazer a conexão via satélite. De acordo com levantamento das 65.738 escolas rurais, 2.569 (3,9%), estão atualmente conectadas pelo satélite com internet de um Mbps. Os dados do ITS (Instituto de Tecnologia e Sociedade), informam que 35 mil escolas possuem a infraestrutura necessária para a conexão da internet e 27 mil estão de acordo com o edital em relação ao número de alunos exigidos, mas somente 5.733 se conectam. 

O QUE A ANATEL INFORMA SOBRE A INTERNET NAS ESCOLAS

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou que tem observado as instalações da internet banda larga nas escolas e vistoriado as operadoras e o MEC (Ministério da #Educação e Cultura) e o não cumprimento ocasionará na apuração dos fatos. De acordo com a Anatel as prestadoras de serviço terão que arcar com o que foi proposto e cumprir com as obrigações e acordos. Caso não cumpram poderão sofrer sanções.

As escolas rurais também são assistidas pela Anatel que verifica se as normas estão sendo obedecidas. O Ministro da Educação, Mercadante, disse que a Anatel é necessária para que se cumpra o estabelecido e que a área educacional precisa da banda larga e do acesso à internet. #Escola