Que tal ingressar no curso de graduação de sua preferência, em Portugal? Não seria uma má ideia, não é mesmo? Cerca de 8 instituições de lá aceitam as notas do Enem, no processo de seleção. A #universidade de Coimbra foi a pioneira a adotar o sistema, em 2014. De acordo com o vice-reitor, Joaquim Ramos de Carvalho, a qualidade de ensino no Brasil é significativa, por isso abriram essa alternativa.

Quando a nota do Enem é usada, o estudante não participa da seleção do exame nacional. Dessa forma, acaba pulando para a etapa seguinte. Segundo Carvalho, os brasileiros estão cada vez mais interessados e isso ficou evidente em 2015, porém, há um limite que varia de 60 a 80 vagas, apenas.

Assim como ocorre por aqui, lá também estipulam uma nota mínima, que pode variar de acordo com curso escolhido. Por exemplo, para ingressar na Faculdade de Direito, na Universidade de Coimbra, o candidato deve garantir aos menos 600 pontos nas provas de conhecimentos e 800 na redação. Ou seja, a pontuação é considerada razoável.

O que você precisa saber?

Em Portugal, mesmo as faculdades públicas cobram pelo ensino. A taxa é anual, mas os estudantes podem parcelar o valor. É importante esclarecer que ainda existe a possibilidade de pleitear bolsa de estudos ou mesmo financiamentos. Na Universidade de Coimbra, por exemplo, o valor a ser pago, a cada ano é de 7.000 euros. Esse limite cai, consideravelmente, se o candidato optar pela Universidade da Beira Interior, apenas 1.037 euros, aproximadamente.

Antes de pensar em partir, outros quesitos também devem ser considerados, pois além da taxa anual, o estudante vai precisar desembolsar com alimentação, moradia, lazer, etc. Tudo isso precisa ser colocado na ponta do lápis. Lembrando que as leis em Portugal não permitem que estrangeiros trabalhem legalmente no país. No entanto, os estudantes podem realizar estágios relacionados aos seus cursos.

 Outras informações podem ser obtidas, diretamente, no site das universidades ou na página oficial do Ministério da #Educação (MEC).

Lista completa das universidades que aceitam o #ENEM como passaporte, segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep):

 

  • Universidade de Coimbra;
  • Universidade do Algarve;
  • Universidade da Beira Interior;
  • Instituto Politécnico de Portalegre (IPP);
  • Instituto Politécnico de Leiria (IPL);
  • Instituto Politécnico de Beja (IPBeja);
  • Instituto Politécnico do Porto (IPP);
  • Instituto Politécnico do Cávado e do AVE (IPCA).