Já saiu o resultado da primeira chamada do Sisu e muitos candidatos não foram aprovados. O ProUni é uma alternativa aos estudantes que não conseguiram uma vaga nas instituições federais. Além disso, o programa não tem uma grande procura devido ao seus critérios de elegibilidade, onde as bolsas são voltadas a estudantes oriundos de escolas públicas e bolsistas integrais em instituições particulares.

O ProUni oferta mais de 200 mil bolsas e no primeiro dia de inscrição a média é aproximadamente dois inscritos por vaga. Número menor se comparado aos 2,7 milhões de estudantes do Brasil que se inscreveram no Sisu.

Dica 1 - Veja se pode concorrer a bolsa do ProUni

A primeira coisa para se inscrever são os requisitos básicos para conseguir uma bolsa integral ou parcial no ProUni. A primeira é ter realizado o #ENEM 2015. Uma atenção clara também aos documentos, prazos e o edital de candidatura. As inscrições acontecem até sexta-feira (19). Para concorrer a uma das bolsas é necessário:

 . Ter concluído o ensino médio em escola pública;

 . Se concluiu em ensino privado deverá comprovar a condição de bolsista integral;

 . Além desses, podem solicitar bolsas no ProUni os professores do ensino da rede pública, em cursos de licenciatura.

Dica 2 - Fique atento a nota de corte

Claro que no ProUni os cursos de Medicina também são os mais concorridos. O candidato deve ficar atento a realidade da sua nota e os cursos que deseja fazer. Geralmente o ProUni não exige uma nota alta de corte a não ser em cursos de grande prestígio e de grandes instituições. 

Acessar o portal do programa diariamente é um exercício contínuo para quem deseja conseguir uma bolsa. Para que, no último dia de inscrição, o candidato tenha uma prévia de suas chances baseado na última nota de corte anunciada pelo ProUni. 

Analisando sua colocação, a nota de corte e as três chamadas do ProUni você pode garantir sua bolsa no programa. 

Dica 3 - Faça inscrições 'reais'

Não faça inscrições para lugares impossíveis caso não esteja disposto a mudar da sua cidade. Se inscrever no ProUni apenas para ter o prazer de ser aprovado pode inviabilizar a vida dos candidatos que realmente querem aquela vaga.

Se não pode mudar e não vai fazer matrícula, não se inscreva nesta vaga. Procure planejar a viabilidade do curso dentre diversos fatores como a localização. Ser aprovado em sua cidade é o mais recomendado. Então, não se iluda com as ofertas á milhares de quilômetros de você.

Dica 4 - Planejamento

Claro que o planejamento é a principal dica de qualquer passo importante como um processo seletivo. Juntando as dicas anteriores com as inscrições que duram poucos dias, fique por dentro de todas as notícias, pesquise sobre a instituição e o curso desejado.

Esteja o mais inteirado possível sobre o assunto, afinal, você está disputando uma vaga em um programa a nível nacional. É a oportunidade de ingressar no ensino superior através do processo de democratização do acesso as universidades, mantido pelo ProUni.

Dica 5 - Atenção aos prazos

O descuido em um processo seletivo pode ser o 'grande vilão' na conquista de uma bolsa. Fique atento aos prazos curtos que o programa oferece, são apenas quatro dias de inscrição. A primeira chamada acontece no dia 25 de janeiro e a segunda em 12 de fevereiro.

Como terceira oportunidade, uma lista de espera é formada após a segunda chamada. Entre os dias 26 a 29 de fevereiro os candidatos ainda podem ser convocados para bolsas remanescentes das chamadas anteriores. #Vestibular #Vagas