#Medicina tem sido o curso mais concorrido e com a maior nota de corte desde o início da existência do ENEM/SISU. Devida a tal vasta concorrência, e uma oferta de vagas inferior à demanda, muitos estudantes acabam passando anos em cursinhos até conseguirem alcançar uma vaga. Outros, no entanto, optam por ingressar em uma universidade particular. Nos últimos anos uma tendência que tem crescido entre os vestibulandos é deixar o país para cursar Medicina em outros lugares da América Latina. Entre os principais destinos estão Paraguai, Uruguai, Bolívia, Argentina e Cuba. Isso se deve por variados motivos, entre eles, o custo de vida menor, assim com o custo do próprio curso, que chega a ser 50% mais barato que no Brasil.

Confira algumas formas de ingresso em determinados países:

PARAGUAI - Com universidades engajadas no recebimento de estrangeiros, não há grandes burocracias. Uma das universidades que ofertam o curso de Medicina é a UFG (Universidade Privada de Guairá), localizada na cidade de Coronel Oviedo. A universidade é reconhecida pelo MEC, e possui toda equipagem necessária e adequada ao ensino das ciências médicas. No seu currículo, há matérias diferenciais e importantes para brasileiros, facilitando sua aprovação no Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos.

BOLÍVIA - Com custos de vida equivalentes a mais da metade do Brasil, é o principal destino de estudantes de Medicina. Com qualidade de ensino, oferecendo cursos em universidades públicas e privadas. Há empresas, como a MedBolívia, especializada em enviar alunos ao país.

ARGENTINA - Há muitos anos que vestibulandos tem optado para ir para a terra dos hermanos. Com custo de vida menor que o nosso, facilidade de ingresso em universidades particulares, e as mensalidades baratas das mesmas, ainda oferecem um ensino de muita qualidade. Empresas como a ISPED são responsáveis por guiar o aluno. Recentemente, as universidades públicas do país deixaram de ter #Vestibular, o que permite o ingresso de qualquer pessoa. No entanto, ainda não existem informações precisas sobre como suceder no caso de se ser estrangeiro.

Na próxima segunda-feira, dia 18 de Janeiro, será divulgado o resultado do SISU. Muitos vestibulandos que não conseguiram alcançar uma vaga por aqui, poderão então pensar melhor sobre a possibilidade de ir para o exterior. #Educação