O QG do Enem, site online que serve como cursinho preparatório para vestibular via streaming, começou a disponibilizar em seu canal no Youtube algumas aulas ao vivo e gratuitas. Intitulado Foca na Medicina, o projeto oferece amplas explicações sobre os assuntos mais cobrados no vestibular.

O primeiro vídeo foi ao ar no dia 26 de Janeiro, com a matéria de Biologia. Com os professores Rafael Cafezeiro e Fabrício Pinheiro, abordaram o tema Diabetes. A aula durou 1 hora e 20 minutos, e recebeu comentários positivos.

No dia 28 de Janeiro foi ao ar outra aula, dessa vez voltada à Química. Ministrada pelos professores Roberto Mazzel e Jefferson Silva, abordou os assuntos Modelos Atômicos e números quânticos. Dividida em duas partes, a aula durou quase 2 horas.

Não se sabe se voltarão a lançar novas aulas ao vivo e gratuitas pelo youtube, porém, o QG do Enem oferta pacotes de estudo em seu site com preços razoavelmente bons em comparação a outros cursos online.

Os cursos oferecidos por eles são: Preparatório para o ENEM 2016 (Completo), contando com 37 professores e cerca de 440 aulas. Foca na Medicina, com 40 professores e 80 aulas, em grande parte baseado na Biologia e Química, principais assuntos para um vestibulando de Medicina. Há ainda os Cursos de Questões para ENEM e Matemática do Zero, sendo o primeiro composto de 250 aulas e o segundo de 20. Há ainda a oferta do pacote que junta o Preparatório para o ENEM 2016 e o Foca na Medicina.

Nos últimos anos, cursinhos online tem se tornado tendência, e muitos jovens tem optado por eles ao invés dos cursinhos tradicionais presenciais. Os cursos online costumam oferecer aulas ao vivo, monitorias e até mesmo correção de redações. Na área de Redação, há plataformas específicas para correção, à exemplo do Redação Online e do Projeto Redação.

Recentemente as universidades divulgaram a lista de espera relacionada às vagas do SISU do começo do ano, mas grande parte dos vestibulandos, que não conseguiram uma vaga na edição 2016.1, já estão focando em mais um ano de estudo, apesar de que ainda podem conseguir uma vaga no SISU do meio do ano. #Educação