Com quase 700 anos de existência, a #universidade de Pisa ou, em italiano, Università di Pisa, é uma das instituições de educação superior mais antigas do mundo e uma das melhores de acordo com diversos rankings internacionais, como o QS Word University Rankings, principalmente nos quesitos pesquisa, inovação e acessibilidade. Mas a grande notícia é que, apesar de antiga, a Unipi acompanha a tendência mundial de abrir suas portas aos alunos internacionais.

Para um aluno brasileiro adentrar a um dos 60 cursos de graduação e mais de 300 de pós graduação, por exemplo, é necessário apenas o diploma do Ensino Médio para a graduação de nível 1 ou o diploma de bacharel ou licenciatura para graduação de nível 2. Além disso, todos os cursos de graduação necessitam um teste de entrada para verificar se o aluno possui as competências mínimas necessárias ao curso escolhido. Simples, não?

Se você é da área de Humanas, uma dica são as especializações em Recursos Humanos, área que recentemente abriu muitas vagas no país. Quem sabe você não realiza sua pós-graduação e já preenche alguma vaga no mercado de trabalho?

Para estudar na mesma universidade na qual o físico, matemático e astrônomo Galileo Galilei estudou, nem a língua estrangeira é um empecilho. Se você não sabe nada de italiano (confira aqui cursos online gratuitos bastante eficientes), pode aplicar para cursos em inglês, apresentando, claro, algum certificado de proficiência. Já se você tem fluência no idioma de Dante Alighieri, é só apresentar o certificado CILS, que mede a proficiência em língua italiana, e correr para o abraço!

Bolsas de estudo

O fundo mais famoso de bolsas de estudo na parte central da bota é o Direito ao Estudo Universitário (DSU), que cobre toda a região Toscana, onde se encontra a cidade de Pisa. Por meio desse fundo, as mensalidades podem ser reduzidas ou dispensadas de acordo com o rendimento ou com o país de origem. Para mais informações sobre o assunto, consulte http://www.unipi.it/index.php/internazionale. #Europa #Estudar no exterior