Muitos brasileiros pensam em #Estudar no exterior pela qualidade de ensino que muitos países oferecem, por muitos disporem de ensino gratuito ou com valores baixos, e para fugir da crise brasileira buscando algo para o futuro no exterior.

Por esses motivos e para auxiliar os futuros estudantes de universidade, pós ou até mestrado e doutorado, foram selecionados 5 países que oferecem estudo gratuito ou com custo baixo e informações sobre eles e suas universidades:

1. Alemanha

A Alemanha possui universidades públicas reconhecidas mundialmente e oferece ensino superior gratuito. Há taxas administrativas, porém são valores baixos que dificilmente passam de 300 euros por semestre. Muitas universidades alemãs dispõem de cursos ministrados em inglês, então se você chegar lá ainda patinando no alemão, não será um problema.

Se não conseguir uma bolsa integral, você precisará comprovar ao governo que possui ao menos 8 mil euros por ano para ficar no país. Para ajudar com estes custos, você terá a opção de trabalhar legalmente no país por 120 dias por ano em trabalhos full-time ou 240 de meio período, enquanto estuda.

2. Argentina

A  Argentina e especialmente sua capital, Buenos Aires, lembram muito cidades europeias. O melhor de tudo é que está aqui coladinho com o Brasil e para completar, o país oferece universidades renomadas com preços competitivos e muitas opções gratuitas. Um dos cursos muito procurados na Argentina é o de Medicina, pois além de ser gratuito em diversas universidades, não há vestibular para ingresso.

Leve em consideração que o real é mais valorizado que o peso Argentino, se torna uma opção mais econômica do que países distantes com moedas como a Libra, o Euro ou o Dólar, por exemplo. Para auxiliar com seu custo de vida, é possível adquirir visto que é facilitado pelo país por ter acordo Mercosul e que lhe permitirá, ao solicitar os documentos, trabalhar no país em seu tempo livre. 

3. Noruega

As universidades da Noruega são gratuitas e paga-se apenas uma taxa que varia de 30 a 60 euros por semestre. Existem cursos ministrados em inglês, inclusive pós graduação e opções de mestrado. 

Para ajudar com o custo de vida no país os brasileiros podem trabalhar até 20 horas semanais, porém lembre-se que apesar da qualidade de vida da Noruega ser considerada a melhor do mundo por diversas pesquisas, ainda assim, há o custo caríssimo para morar no país e o frio congelante como pontos a serem analisados antes de tomar a decisão.

4. Eslovênia

A Eslovênia é um pequeno país que faz fronteira com a Croácia e a Itália, possui quatro universidades e oferece diversas cursos sendo mais de 150 em inglês. Há mestrados, como por exemplo, o de Justiça Criminal e Segurança, ministrado pela Universidade de Maribor, que custam em média 2.300 euros anuais para nativos e estrangeiros. 

Se você for estudar na Eslovênia saiba que além de ter opções de alimentação, acomodação e outros gastos com custos aceitáveis, além disto, o governo oferece muitos descontos e possibilidades de economizar.

4. Portugal

Assim como a França, a maioria dos cursos de graduação em Portugal têm custo elevado. Contudo, para quem busca pós-graduação, o país pode ser uma excelente opção. Mestrados em Sociologia, Administração, Psicologia, Comunicação, artes e cultura são algumas das possibilidades.

O país é muito procurado também por dentre os países mais almejados da Europa, é um dos que possui menor custo de vida apesar de oferecer qualidade. O idioma também facilita para os brasileiros e burocracia com documentação também mais facilitada. 

 Porto é uma das cidades mais procuradas em Portugal para estudo e para quem quer morar no país. Saiba o que a cidade tem a lhe oferecer. #Educação #Morar no exterior