O Ministério da Educação informou que aplicará quatro simulados do #ENEM 2016, Exame Nacional do Ensino Médio,  em todo território nacional. O primeiro simulado será aplicado no final do mês, no dia 30, e será através da internet. No último dia 5, o governo lançou a Hora do Enem, projeto que visa auxiliar os alunos nos estudos para a realização do exame.

A Hora do Enem nada mais é que uma plataforma na internet para estudos e alguns programas de televisão. O objetivo é atingir os 2,2 milhões de estudantes que devem realizar o ENEM esse ano, além de concluir o terceiro ano do ensino médio.

A plataforma está disponível desde ontem e o acesso é muito fácil: basta realizar um cadastro. Tanto os alunos de escolas públicas quanto de escolar privadas podem ter acesso a Hora do Enem.

A plataforma não se limita apenas a disponibilização de simulados, mas também de exercícios e aulas em vídeo.  Ao fazer o cadastro, o aluno responde a algumas perguntas e receber um plano individual de estudos, levando em consideração suas dificuldades e os seus objetivos no ENEM 2016.

Depois de fazer o primeiro simulado o estudante terá uma noção de qual seria sua nota caso fosse a prova oficial, assim fica mais fácil saber quais conteúdos precisa aprofundar. A Hora do ENEM foi divulgada oficialmente no dia 5 de abril por Aloizio Mercadante, Ministro da Educação.

De acordo com Mercadante a inspiração é o projeto Geekie Games no qual o computador mostra quantas horas e quais conteúdos o aluno precisa estudar. Mercadante declarou ainda que o MEC fez algumas pesquisas e chegou a conclusão de que se o aluno usar a plataforma por duas horas e meia por dia é possível melhorar o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio em 30%.

A previsão é que os simulados do ENEM 2016 sejam aplicados nas seguintes datas: 30 de abril, 9 de outubro, 13 de agosto e 25 de junho. Vale lembrar que o simulado será apenas para as questões de multiplaescolha.

Para quem não tem acesso a internet, o Hora do Enem também será veiculado nos canais universitários, comunitários e públicos diariamente, às 18h. #Educação