Através da Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), o Ministério da Saúde oferece cursos gratuitos a distância voltados para profissionais da saúde ou para toda a população. No mesmo projeto são oferecidos cursos de especialização sem custo algum para o aluno. Agora, há algumas oportunidades em cursos a distância que podem ser feitos por qualquer pessoa interessada. Veja também os oferecidos pela universidade, gratuitamente e a distância. Confira aqui. 

Um deles é o #Curso denominado “Saúde das Populações do Campo, da Floresta e das Águas”. Esta não é a primeira vez que ele é oferecido e foi sucesso de inscrições em edição anterior, chegando a 14 mil matriculados. Para que ele tenha sido desenvolvido da melhor maneira, a UNA-SUS fez uma parceria com a Universidade Federal do Ceará.

A intenção é fazer os profissionais da área terem maior conhecimento e entenderem com a forma de trabalhar e de viver dessas populações afetam diretamente em sua saúde. Para isso, nas 45 horas de aulas serão abordados temas como: Atenção à Saúde; Vida e Situação de Saúde; Práticas do Cuidado e Modos de Vigilância e Promoção da Saúde.

Embora o público-alvo seja formado pelos trabalhadores da saúde, qualquer pessoa interessada pode se inscrever e estudar. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 19 de outubro de 2016, aqui.

Planejamento, Gestão e Gerenciamento: o uso de instrumento de avaliação

Este é outro curso que está com inscrições abertas e faz parte de um conjunto de 5 cursos gratuitos a distância que integram a "Formação em Gestão Pública em Saúde". É oferecido em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UNASUS/UFMA) e quer capacitar profissionais da saúde sobre dos Instrumentos de Gestão do SUS.

São 45 horas de estudo virtual. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas até 30 de setembro. Quer fazer a sua? Clique aqui.

Cuidados Paliativos e Óbito no Domicílio

Interessados em fazer o curso gratuito a distância “Cuidados Paliativos e Óbito no Domicílio” já podem se inscrever. Oferecido graças a uma parceria do Ministério da Saúde e a Universidade Federal de Pelotas (UFpel), é voltado para enfermeiros e médicos que atendem pessoas em fase sem possibilidade de cura. A intenção é auxiliá-los a saber como dar suporte também às famílias.

A matrículas ficam abertas até 10 de junho de 2016 e podem ser feitas aqui. #Educação #Vagas