No interior do Ceará, a cidade de #Sobral, a 220 quilômetros de Fortaleza, destaca-se pelos bons índices da rede de #Educação municipal. Dados divulgados hoje pelo Ministério da Educação (MEC) apontam o município com nota 8,8 nas séries iniciais do Ensino Fundamental (4º e 5º ano), despontando em primeiro lugar nacional. A nota é de 3,5 pontos acima da meta que estava estipulada para o ano de 2015 (5,3). As séries finais (8º e 9º ano) também ficaram bem classificadas, com nota 6,7, meta que estava orçada apenas para o ano de 2021 (6,6).

Sobral melhorou consideravelmente a educação, ao investir em formação continuada para os professores (através da criação da Escola de Formação Permanente do Magistério - ESFAPEM) e na evasão zero. O resultado foi a erradicação do analfabetismo de crianças. Com o sucesso do sistema educacional, o governo estadual buscou aqui o embasamento para programas como o Alfabetização na Idade Certa (PAIC), que futuramente originou o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC).

Com a ajuda de outros programas como o "Segundo Tempo" e o "Jornada Ampliada", o município passou a garantir a permanência de grande parte dos alunos na escola, nos dois turnos. Nos últimos anos, passou a investir também na construção de escolas de tempo integral na sede e nos distritos. Além disso, uma rede socioassistencial com seis Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) garante a permanência de outra parcela dos alunos de áreas vulneráveis em programas de acesso a esporte e atividades educativas no contra-turno.

Os dados podem ser acessados no site do Ideb (ideb.inep.gov.br).

O Ideb

O indicador foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Divulgado há cada dois anos, os dados mostram a qualidade do ensino no país e ajudam a apontar rumos nas políticas públicas para o setor. O MEC calcula o dado a partir de vários indicadores como aprovação, reprovação e evasão escolar, combinado com as notas de Português e Matemática da Prova Brasil.