Todos as grandes economias do mundo, valorizam os seus professores, pois sem eles, não existe progresso.

Um crime chocante, aconteceu com uma professora de matemática do estado de São Paulo. Ela foi agredida por um aluno durante o intervalo das aulas. O fato aconteceu na Escola Estadual República do Nicarágua, na tarde desta quarta-feira (23), e chocou os moradores locais.

Segundo informações da Agência Record, o menino não gostou da nota que estava no portal dos alunos, para ele a nota foi digitada errada.

A professora admitiu o erro de digitação e tentou acalmar o aluno, disse que ia alterar a nota e em breve ele ia poder consultar. O aluno revoltado, não aceitou as alegações da professora e começou a falar palavrões e agredir a professora verbalmente durante alguns dias, até na tarde do dia 23.

O esposo da professora disse que durante uma discussão em sala de aula, o menino começou a falar alto e a xingá-la, a vítima resolveu acionar a coordenação da escola para expulsá-lo da sala. O jovem foi levado para a diretoria e gritou ameaçando a mulher. No momento do intervalo, o adolescente foi até o pátio.

Quando viu a professora no pátio, ele começou a disferir socos e pontapés nela, um dos golpes atingiu a costela da professora, que não suportou a dor e caiu no chão. Os professores que estavam próximos e viram tudo, ligaram para o Samu (Serviço de atendimento médico de urgência).

A professora, foi levada para o Hospital Brasil e foi internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A mulher, está com diversos hematomas por todo o corpo, cabeça e com a costela trincada.

A polícia foi acionada e o jovem encaminhado para a delegacia, prestou depoimento e depois ele foi liberado.

Em nota, a Secretaria de #Educação do Estado de #São Paulo, disse que, ao analisar o circuito interno de segurança, ficou comprovado as agressões do aluno na professora.

A diretora da escola informa que ela foi prontamente atendida e encaminhada para o hospital acompanhada da vice-diretora.

Nos próximos dias, será convocada uma reunião com o Conselho Escolar para definir as medidas que serão tomadas em relação ao aluno.

Deixe um comentário, sua opinião é importante para este site. #agressão