Realizada nos dias 4 e 5 de Novembro, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (#ENEM) são decisivas para quem quer adentrar uma instituição de ensino superior pública ou até mesmo privada, através do Programa Universidade Para Todos (PROUNI).

O curso de #Medicina costuma ser o mais concorrido de todos, sendo que para ingressar nele, é preciso se destacar com notas altíssimas. Porém, muitos alunos ficam em dúvida sobre quantos acertos são necessários na prova do Enem, sobre quais áreas da prova contam mais e quantos pontos é preciso tirar. Nessa matéria, sanaremos essas dúvidas.

Em primeiro lugar, é preciso estar atento sobre quais áreas contam mais no exame. Para quem quer Medicina, é fundamental focar nas 45 questões da área de naturais, formada por Biologia, Química e Física. Além disso, dar atenção para a redação é fundamental, visando médias entre 900 e 1000 pontos. Muito dificilmente um estudante conseguirá ser aprovado em Medicina com uma nota inferior a 900 em redação.

À respeito da quantidade de acertos, cabe recordar que não é necessariamente a quantia de acertos que define a nota de um aluno no Enem. Um aluno que acerta a maioria das questões fáceis e erras as mais difíceis, provavelmente vai tirar uma nota maior do que aquele que acerta a maior parte das difíceis e erre as fáceis. Esse método, chamado de TRI, também é conhecido como anti chute.

Cada prova é constituída de 45 questões. Na prova de Naturais, acertar um mínimo de 36 questões é essencial, e esse mínimo também é preciso em Exatas, pois ambas costumam ter os maiores pesos no Sistema Unificado de Seleção (SISU). No entanto, não se pode negligenciar as provas de Humanas e Linguagens, pois elas podem ter peso para haver algum tipo de desempate entre dois alunos concorrendo a uma mesma vaga.

Em se tratando das notas de corte, as menores costumam ficar em torno de 700 a 720 pontos, mas se tratam de notas nas categorias de cota. Na ampla concorrência, esses valores são muito maiores. As menores cortes na ampla costumam ficar em torno de 760 pontos, porém geralmente são vagas em universidades de cidades bem pequenas, sobretudo nas regiões norte e nordeste. Uma vaga numa grande instituição de ensino superior, e ainda por cima em uma cidade grande, não são inferiores a 790 pontos. #Vestibular