A Idade Média é um dos períodos mais inspiradores da #História. Baseado nela produziram-se romances, filmes e jogos. É um momento em que recordamos as lendas dos cavaleiros, dragões, bruxas, magos e feiticeiros. Não tem como não lembrar também da Igreja Católica, fortíssima na tradição medieval. Ainda hoje o período é visto por alguns com obscuridade. A ideia proposta pelos renascentistas de que a Idade Média era a "Idade das Trevas" levou muitos a pensar como eles: de que pouca tecnologia foi desenvolvida e que o intelecto ficou mergulhado na escuridão. Essa ideia é bastante combatida pelos historiadores da atualidade que verificaram diversos indícios que o termo "Idade das Trevas" é um equívoco.

Publicidade
Publicidade

A Idade Média começa no ano de 476 d.C com a queda do Império Romano do Ocidente. Após enfrentar quase três séculos de crise provocada pelo fim das guerras de conquistas, o último Imperador, Rômulo Augusto, entrega o trono romano para uma confederação de germânicos chefiada por Odoacro. Esses povos se relacionavam com os romanos há muito tempo. Trata-se de um povo diversificado, organizado em tribos e clãs. Viviam da caça e da agricultura e o uso da terra era comunal. Não tinha liderança fixa sendo essa necessária apenas em períodos de guerra. Em contato com os romanos, passaram a praticar o comércio e cobiçar um lugar dentro do império. Diversas entradas germânicas foram pacíficas, fruto de acordos, enquanto outras foram agressivas e violentas.

A crise romana associada às invasões germânicas provocaram a fuga dos centros urbanos, esvaziando a cidade e ruralizando a sociedade.

Publicidade

Isolando-se no interior, começa a surgir a forma de organização marcante da Idade Média: o feudalismo. Os germânicos deram ao Ocidente Medieval os conceitos de honra, fidelidade e bravura.

Com a crise do Império, em determinado momento, ocorre a divisão do mesmo em duas partes independentes: o Império Romano do Ocidente, com a capital em Roma, e o Império Romano do Oriente, com a capital em Constantinopla. O Império do Ocidente caiu em 476 d.C., mas o do Oriente sobreviveu por mais mil anos conhecido como Império Bizantino.

Assista abaixo a vídeo aula:

#Video Aula #Educação