Você tem dificuldades para se concentrar nos estudos? Sofre com a ansiedade, tem o hábito de roer as unhas e facilmente o pensamento voa longe quando começa a ler qualquer coisa? Acalme-se, é possível driblar esses problemas e estudar com foco e com alto nível de retenção das informações lidas com uma técnica bem tradicional.

A leitura em voz alta, quando bem executada, é uma técnica extremamente eficaz para conduzir todos os sentidos, mesmo de modo involuntário, a focar em uma única informação ou tema estudado. Isso ocorre porque o nível de sinestesia envolvida na atividade é abrangente, e aos poucos, vai subjugando todos os sentidos e fazendo que todos, de modo síncrono, realizem uma atividade em comum.

Publicidade
Publicidade

A resiliência da postura corporal também é exercitada, porém é recompensada a medida que todos os sentidos vão se envolvendo em uma única tarefa, e a imersão no tema vai se aprofundando e se estabelecendo.

Como acontece o aprendizado quando lemos em voz alta?

Quando você lê em voz alta, com calma, a fixação das ideias tendem a aumentar, e a qualidade da compreensão do que é pronunciado torna mais vívido na mente o conceito estudado. Com isso a mensagem vai ganhando mais clareza e o aprofundamento do tema vai se tornando natural e desejável. É como acompanhar a contação de uma estória, mas somos nós que contamos para nós mesmos.

Combinado a isso vem a técnica de grifar o texto que se é lido. O grifo vem como uma técnica de recompensa a nossa compreensão do texto. A medida que lemos, e as mensagens vão ficando mais claras, torna-se fácil evidenciar a mensagem que traz a melhor síntese ou melhor explicação, e o grifar essa sentença torna-se uma auto recompensa, um pequeno trofel pela compreensão.

Publicidade

Assim automatizamos nossa concentração, e com o grifo criamos gatilhos para a memória.

Como deve ser feito esse tipo de leitura a fim de combater a ansiedade e seus efeitos, como o roer unhas e liberar mais atenção para o texto?

Se você costuma roer as unhas ou, de alguma outra forma fica impaciente, a leitura deve ser feita em pé. De preferência não caminhar, mas deixar o corpo livre para gastar energia e poder disseminar aos poucos a tensão e a ansiedade. Desse modo, o próprio desconforto por estar em pé obrigará a leitura a ser ainda mais concentrada, com a voz em um tom até mais alto que o normal, contudo o importante será que mesmo de modo involuntário sua concentração aumentará.

Essa técnica é muito utilizada por aqueles que precisam dividir-se entre trabalho e #estudo, e que, ao chegar em casa cansados, precisam driblar a fadiga, stress, e preocupações do dia, utilizando essa forma para focarem nos livros mesmo que o ambiente conspire contra.

Essa técnica é uma ferramenta para quem deseja preparar-se para exames como ENEM e concursos públicos, complementando o imprescindível apoio de bons e atualizados materiais, necessários em cada certame. #CONCURSO #ENEM