Estudar fora é sem dúvida um tema muito discutido entre todos os acadêmicos. Quem nunca sonhou em fazer o High School nos Estados Unidos, ou conseguir uma vaga em faculdade americana igual àquelas que aparecem nas grandes produções de Hollywood; ou ainda entrar para algumas daquelas fraternidades? Todos nos sabemos que esse tema é um assunto recorrente entre todos os estudantes. Porém, a grande questão no que diz respeito a esse assunto é o alto valor deste sonho. Com o Brasil em "crise", a inflação batendo recordes e o Real desvalorizado frente às principais moedas mundiais, o que era um sonho por vezes se torna uma grande interrogação.

Por onde começar?

A internet é, sem dúvida, a principal ferramenta quando o assunto é estudar fora ou realizar um #Intercâmbio.

Publicidade
Publicidade

Porém, esta ferramenta deve ser utilizada com muita cautela e de forma estratégica, devido a grande quantidade de matérias e informações diversas, incertas, maliciosas e de fontes duvidosas.

Outra fonte de informação mais assertiva são os escritórios internacionais das universidades estrangeiras no Brasil, ou até mesmo os departamentos de intercâmbio, presentes em algumas escolas ou universidade, públicas ou privadas, que firmam acordos de intercâmbios com instituições estrangeiras.

Algumas empresas, sejam elas públicas ou privadas, e algumas ONG's, nacionais e internacionais, investem nesse seguimento a fim de obterem descontos fiscais, descobrirem grandes e novos talentos, desenvolverem a sustentabilidade, ou simplesmente cumprirem com as suas funções sociais por meio de investimentos na educação.

Publicidade

Alguns países, por meio de suas embaixadas, estão criando alguns organismos públicos que são na verdade departamentos estudantis internacionais em forma de escritórios fora dos seus respectivos países, a fim de facilitarem os intercâmbios dos interessados às suas instituições de ensino.

Existem muitos incentivos para todos os lugares do mundo, e uma boa pesquisa é sem dúvida o melhor caminho. Agências de turismo ajudam, porém, existem os "Studant Coaching", que são profissionais já familiarizados com todos os passos e todos os procedimentos de aplicação. Para todos aqueles que estão pensando em um dia vivenciar esta experiência, é aconselhável a cautela e a ciência de que esse é um processo longo, demorado, com muitos detalhes, que exige muita força de vontade, foco, preparação e investimento. #Bolsa Universidade #Estudar no exterior