Publicidade
Publicidade

A maioria das #séries famosas são americanas, mas será que só os Estados Unidos produzem este tipo de conteúdo? É claro que não. Países como França, Noruega e Inglaterra possuem ótimas séries. No caso das produções #britânicas, ainda dá para treinar a pronúncia do inglês [VIDEO] e as peculiaridades culturais. Através de séries e filmes, entramos no universo do país e agregamos a nossa bagagem. Confira as 5 melhores adaptações britânicas para estudar o idioma [VIDEO]!

Sherlock Holmes - A série estourou em 2010 e desde então vem ganhando cada vez mais público. Quem leu os livros de Arthur Connan Doyle irá perceber que a produção é uma adaptação moderna dos contos.

Publicidade

Um Sherlock jovem, vivido por Benedict Cumberbatch, e seu aliado Watson irão desvendar os mais diversos casos. As investigações e o ar de mistério são mantidos, mas os recursos mudam. Tecnologias como smartphone, GPS e laptops entram em cena. A atmosfera inglesa e os cenários são um passeio na cidade de Londres. Os episódios possuem muitos diálogos e os locais visitados pelos personagens realmente existem e podem ser incluídos em um roteiro de viagem, por exemplo. Cada episódio possui cerca de uma hora e meia de duração e possui uma história diferente.

Mr Selfridge - Conta a história de Harry Gordon Selfridge, vivido por Jeremy Piven. Ele é um empreendedor revolucionário que cria uma loja de departamento chamada Selfridge, em Londres. Os episódios contam o início desta aventura e se passa no século vinte.

Publicidade

Baseada em fatos reais. Os episódios possuem cerca de quarenta minutos. Ótimo para conhecer a Inglaterra naquela época e como o idioma modificou desde então. Os figurinos são impecáveis. Disponível no catálogo atual da Netflix.

Downton Abbey - Sucesso de público e crítica, esta série gira em torno da aristocracia inglesa. Também se passa nos anos 20, logo após a tragédia do Titanic. Os episódios contam os dramas da família Crawley, no interior da Inglaterra, e é muito bem ambientada. Mistura ficção com os acontecimentos reais do período histórico. Ganhou um prêmio e entrou para o Guinness Book em 2011 como a produção inglesa mais aclamada pela crítica. Os episódios possuem cerca de quarenta minutos e os diálogos são curtos e de fácil entendimento.

The Hour - Estreou em 2011 mas conta a história de um programa jornalístico da BBC em 1956. Freddie Lyon, vivido por Ben Wishaw e Romola Garai, Bel, são os protagonistas desta trama envolvente. Ele é um jornalista impetuoso e cansado das coberturas mecânicas e ela tenta controlar seus impulsos.

Publicidade

A série foi cancelada no final da segunda temporada mas vale a pena. Episódios curtos e dinâmicos.

The Crown - A mais cara produção da Netflix, esta série é um luxo. Um deleite visual que conta a história da Rainha Elizabeth II. As transformações e desafios que ela precisa enfrentar desde quando era princesa até chegar ao trono britânico. A primeira temporada possui 10 episódios curtos e porém ricos em diálogos ótimos para quem está treinando pronúncia. #inglês