Os ciclos existem. Eles surgem e, como tudo, um dia, acabam. Neste dia 18 de Junho de 2014, podemos dizer com grande certeza que um ciclo chegou ao fim. A Campeã Espanha, que encantou o mundo com seu futebol, nos últimos anos, despediu-se amargamente da Copa 2014 de maneira melancólica, com duas derrotas seguidas, na fase de classificação dos grupos. Segundo a imprensa espanhola, a culpa deve-se ao planejamento equivocado de adaptação ao clima brasileiro. A equipe espanhola escolheu a cidade de Curitiba, no sul do Brasil, esquecendo-se que jogaria em cidades onde o clima é mais quente, como Salvador e Rio de Janeiro.

Os espanhóis estão tristes, pois vieram defender o título conquistado na última edição do Mundial de Futebol da FIFA, em 2010, na Africa do Sul.

Publicidade
Publicidade

A base da seleção espanhola é praticamente a mesma e isso demonstra que a Espanha precisará renovar todo o seu plantel, se quiser continuar sonhando com novas conquistas futuras, assim como o fez o Brasil, após 2006.

A Participação é o mais importante, mas deixa uma enorme decepção aos amantes do futebol, que esperavam assistir honrosas partidas, nesta oportunidade.

Adiós, "La Furia".

Mesmo com jogadores que ganham milhões nas grandes equipes da Liga Espanhola, como Real Madri, Barcelona, Atlético de Madri, a Espanha não conseguiu reverter em sucesso este detalhe, mostrando assim, que nem sempre os mais caros são os melhores. A arte do futebol ainda é o fator principal numa boa campanha e desta vez, a Espanha deixou a desejar.

Desta vez, choram os touros e os toureiros.

Publicidade

O rei e seus súditos.