Domingo, Alemanha e Argentina fazem a final da Copa do Mundo 2014. Duas boas seleções fechando com chave de ouro o melhor e mais emocionante mundial dos últimos tempos. A Argentina com seu futebol guerreiro e dependente de Lionel Messi veio ganhando por um golzinho aqui, outro ali e chegou eliminando a Holanda nos pênaltis, logo a Holanda que não havia perdido nenhum nas quartas. O jogo entre Argentina e Holanda foi de duas equipes cautelosas por demais, muita marcação, parecia que além de estarem com medo de perder, estavam também com medo de ganhar e deixaram para os pênaltis resolverem quem iria para a final. De emocionante (e pouco) no jogo somente duas bolas que Robben deu mais um toque quando poderia ter chutado e foi travado no lance, como não poderia deixar de ser, quando Messi carregou a bola e tocou para Maxi Rodríguez que chutou na rede, mas pelo lado de fora.

Publicidade
Publicidade

Mas o dia era do goleiro dos Hermanos, Romero pegou dois pênaltis e despachou a equipe laranja.

Já a Alemanha havia humilhado a seleção brasileira no dia anterior, com uma acachapante derrota de 7x1, que poderia ser de 10, 12 ou 14 gols, já que a seleção da casa não ofereceu resistência. Vou falar novamente o que já havia dito: eu já sabia!!! Não estou aqui, como muitos sendo o profeta do acontecido, pois já havia previsto que se fosse observado o futebol jogado o Brasil não tinha merecimento de ser campeão. Sempre falei como analista e não como torcedor ou como esses jornalistas ufanistas que tentam esconder as falhas existentes no time e quando a vaca já foi pro brejo começam a disparar sua metralhadora de acusações sobre esse ou outro jogador, como se a culpa da derrota fosse única.

Publicidade

Para a final, espero um grande jogo, com os germânicos pressionando e a Argentina saindo nos contra ataques. Se Di Maria não jogar, não vejo que os Hermanos se dando bem, pois só com Messi vai ser difícil, ainda mais jogando como atacante. Já a Alemanha, se jogar o futebol de pressão e marcação no campo adversário, vai sair com uma vitória em cima do erro adversário... ou não, pois é uma final de Copa, e o futebol causa surpresas.