Todos os dias acontecem acidentes: acidentes de trânsito, acidentes domiciliares, acidentes de trabalho. Há cerca de uns 15 dias um tio meu perdeu um dedo com uma serra. Vocês ouviram falar na mídia? Engraçado, eu também não!

Estamos exaustivamente ouvindo na mídia com relação ao acidente de um certo jogador. O quanto esse jogador é importante para a seleção, o quanto ele fará falta para o time, etc, etc, porém nada de grave aconteceu com ele...ele apenas sofreu um acidente leve, ele está bem. Que a mídia publique? É a obrigação dela, porém basta publicar o que aconteceu e pronto. Não há necessidade de colocar se ele tomou água ou não, se ele tomou banho ou não, se a cor do calção dele quando acidentou-se era...

Publicidade
Publicidade

Enfim, quantas e quantas pessoas sofrem acidentes todos os dias. E por acaso essas pessoas valem menos que esse jogador? Não tenho absolutamente nada contra ele, ele é um excelente jogador, o que incomoda é a exploração excessiva dos meios de comunicação sobre ele e tudo o que acontece com ele.

Gostaria de saber por quantos dias e minutos seguidos vocês ouviram falar sobre os que morreram acidentados na construção dos estádios, e vejam bem, eles MORRERAM, não se machucaram apenas.Agora, quantas vezes vocês ouvem o nome do tal jogador a cada vez quer ligam a TV?

Tudo isso é uma acepção de pessoas. Pessoas são pessoas, estejam ou não na mídia. O exagero com relação às notícias cansa, torna-se irritante e injusto.

E como nós mortais já sabemos, como o meu tio pedreiro trabalha por conta, não vai ter o que receber devido a esse problema.

Publicidade

Isso acontece todos os dias com diversas pessoas que acabam por ter que esperar que o INSS se manifeste e os auxilie. Além disso, o valor recebido pelo INSS é baixo, não atinge nem de perto o salário da pessoa.

Além disso, meu tio teve que esperar horas e horas pela liberação do convênio para poder liberar o seu tratamento, isso porque ele é um privilegiado de ter convênio.Imagine quanto tempo, dias, as pessoas esperam quando dependem do SUS? Não vemos o tempo todo macas em corredores, pessoas sofrendo por falta de atendimento?

Então, mídia, pare de se preocupar com o jogador: ele foi atendido prontamente, está bem e continuará a receber seu excelente salário com tranquilidade.