Será que o sangue que corre nas veias de corredores campeões também apresenta alta velocidade nas veias de seus descendentes? Se sim ou não em breve saberemos, porque os dirigentes de equipes de Fórmula, não só a 1, mas também outras categorias a partir do kart, vêm procurando encontrar algum novo Senna, Piquet ou um Fittipaldi para tentar retornar aos primeiros lugares nos pódios.E não estão sozinhos nesta empreitada. Contam com os apoios incondicionais das famílias detentoras destes gloriosos sobrenomes.

No caso de Ayrton Senna, a figura de Bruno Senna já exercita participação ativa nos boxes e Nelsinho Piquet, também capitaneado pelo pai, está ali buscando posicionamentos futuros.

Publicidade
Publicidade

Mas Emerson Fittipaldi está francamente em campanha para que o neto Pietro Fittipaldi adquira experiência e desenvolva boa performance para voltar a brilhar no cenário do #Automobilismo mundial. E nós brasileiros não fazemos nenhuma oposição a estas iniciativas dos #Famosos pais e até torcemos para que sejam muito felizes e formem um novo campeão brasileiro.

Pietro já mostra algumas conquistas sagrando-se campeão da F-RENAULT Inglesa, Protyre Fórmula Renault, alimentando grandes expectativas futuras como é muito natural. A Fórmula E começa no próximo fim de semana. Bruno Senna, Nelsinho Piquet e Lucas di Grassi são os três pilotos brasileiros da categoria. Quem acompanha os movimentos do automobilismo mundial, e em especial a carreira de pilotos brasileiros, se ressente da falta que está fazendo uma nova temporada de bons resultados para superar um longo jejum de títulos mundiais.

Publicidade

Acho bom a Rede Globo ir preparando um locutor da competência de um Galvão Bueno para que, num futuro que esperamos esteja bem próximo, possamos ouvir as musiquinhas e o ufanismo patriótico senão na voz do próprio Galvão, quem sabe de algum descendente ou sucessor, porque a vida não para e o futuro está no ar literalmente.

Quanto a vocês, meus queridos Pietro Fittipaldi, Nelsinho Piquet e Bruno Senna, sintam-se convocados a fazerem correr, não só em suas velozes veias, velozes fluxos de sangue campeão para fazer pulsar com muita velocidade os corações de milhões de brasileiros que vibram com suas vitórias nas velozes pistas dos maiores circuitos mundiais, como fizeram seus pais e tios corujas.