Ontem o que viram o olhos incrédulos de quase 30.000 Tricolores no Maracanã foi o retrato do #Futebol carioca nos últimos campeonatos brasileiros. Tirando lógico um surto de 2009 a 2012, intercalado com mais um título de um time paulista em 2013 (Corinthians). Um futebol apático, sem criações, sem entusiasmar e sem vontade é o retrato do futebol carioca atual, com 3 times na 1.ª divisão, 2 lutando pra ficar no meio da tabela, um agonizando com o pé na série B e outro na série B lutando pra ficar ficar no G4. Está difícil reconhecer o futebol carioca que tanto encantou seus torcedores.

Sempre um time se encontra na contramão do outro saindo e entrando na série B, mas nada muda.

Publicidade
Publicidade

Continuamos com dirigentes amadores, que brincam com a paixão nacional e do povo, que é o futebol, e continuam a se enriquecer e esquecer do que realmente interessa. Ontem me deparei com um torcedor do Palmeiras no Maracã, na Torcida do Fluminense, que veio torcer pra que o time dele não ficasse em situação difícil. Perda de tempo, pois nem os torcedores do Flu (quase 30.000) conseguiram fazê-lo! O que dirá um único torcedor do Palmeiras que sofre por seu time tão longe até mesmo de seu estado?

Lamentável a apresentação do Fluminense. Ontem parecia até que a Chapecoense jogava em seu estádio... Lamentável a apresentação do Flamengo em 2 jogos contra o Atlético mineiro. 8 gols em 2 jogos. Lamentável a apresentação do Botafogo contra um triste Figueirense. Lamentável ver o Vasco correr atrás de times de menor expressão na 2.ª divisão pra se manter entre os 4 melhores.

Publicidade

Lamentável mesmo é ver a decadência do futebol carioca que parece morrer a cada campeonato brasileiro que se passa. E esta semana conseguimos fechar com a eleição de Eurico Miranda, no Vasco e somando mais um 4 X 1, pra conta do Futebol Carioca.

A hora da Mudança é agora ou nunca mais, pois além das infinitas horas de filas para os jogos, os torcedores estão cansados também de serem chacotas dos outros torcedores e de serem humilhados dentro da sua própria casa.