Durante 23 anos o Banco do Brasil esteve presente patrocinando o vôlei brasileiro, que depois do futebol, sem dúvida nenhuma é o esporte mais popular e que mais tem conquistas olímpicas. Mas nessa quinta-feira (11) o inacreditável aconteceu: após relatório da Controladoria Geral da União(CGU) comprovar irregularidades na gestão de dinheiro público na Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o Banco do Brasil suspendeu o patrocínio ao vôlei .

O banco divulgou em nota ter suspendido os pagamentos à CBV de imediato e condicionou a retomada do patrocínio depois que a Confederação Brasileira de Vôlei adotar medidas de correção apontadas pela CGU.

Publicidade
Publicidade

O valor pago anualmente à confederação é de R$ 70 milhões e o acordo vigente tinha duração até abril de 2017. A auditoria foi feita no início desse ano pelo órgão do governo após denúncias da ESPN Brasil.

Essa decisão do Banco do Brasil tem como finalidade impedir a vinculação da marca à escândalos de corrupção e impunidade. Uma das exigências impostas pelo BB é a criação de um conselho com atletas para participar da gestão.

Faltando 601 dias para o início dos Jogos Olímpicos do Rio, medalhistas e ex-jogadores da seleção estão preocupados com o futuro do vôlei após o Banco do Brasil suspender o patrocínio.

Jogadores com passagens pela seleção brasileira se revoltaram com as denúncias e falam em parar a Superliga, principal competição no país. Se o objetvo do Banco do Brasil é dar um fim à corrupção, parece que está no caminho certo e conta com o apoio de jogadores e técnicos que se mostraram indignados.

Publicidade

Essa indignação deveria contaminar toda a população brasileira que durante muitos anos vem assistindo à desvios de dinheiro, corrupção, e o pior, impunidade. Torcemos para que tudo seja apurado e esclarecido o mais rápido possível e esse patrocínio de 23 anos, que com certeza ajudou o Brasil a conquistar muitas medalhas, não acabe por causa de uma minoria corrupta, prejudicando assim centenas de atletas que nos fizeram sentir muito orgulho de sermos brasileiros!

Viva o Vôlei!