Em um levantamento realizado pelo Uol Esporte, o árbitro Marcelo de Lima Henrique, foi o menos votado por jogadores e ganhou a posição de pior juiz do país. Foram ouvidos cento e oito jogadores, de treze equipes, ou seja, a elite da série A do Campeonato Brasileiro.

Os jogadores ouvidos pertencem aos times do Flamengo, Botafogo, Atlético-MG, Atlético-PR, Chapecoense, Corinthians, Vasco, Cruzeiro, Fluminense, Grêmio, Palmeiras, Santos e São Paulo.

Em segundo lugar, o árbitro que menos agrada os jogadores, está o juiz Heber Roberto Lopes; em terceiro, o juiz Wilton Pereira Sampaio. Já o posto de melhor juiz ficou com Leandro Pedro Vuaden.

Publicidade
Publicidade

Esse levantamento faz parte do Pesquisão 2014, que tem sido feito pelo site e já divulgou quais são os jogadores, estádios, árbitros, profissionais do esporte (da TV) e treinadores preferidos dos jogadores.

Marcelo de Lima Henrique

Integrante do quadro da FIFA desde 2008, o árbitro começou a atuar, recentemente, pela Federação Pernambucana de #Futebol (FPF), onde ficará nos próximos dois anos, quando terá que se aposentar, pois completará 45 anos de idade. Antes, ele atuava pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). De acordo com a assessoria da Ferj, Marcelo se desligou da Federação, pois recebeu uma proposta mais vantajosa da FPF. Ele recebeu apenas 19,44% dos votos. Marcelo foi o árbitro do jogo em que um martelo foi jogado pela torcida, na semana passada.

Leandro Pedro Vuaden

Na preferência dos jogadores, o árbitro gaúcho ficou em primeiro lugar, com 23,14% dos votos.

Publicidade

Na ordem de preferência, em seguida vem os árbitros Luiz Flávio de Oliveira, de São Paulo e Sandro Meira Ricci, de Santa Catarina.

Leandro tem 39 anos, ou seja, ainda tem seis anos de trabalho pela frente, até atingir a idade na qual tem que se aposentar.  Ele é um dos dez árbitros brasileiros que fazem parte do quadro da FIFA. Foi eleito o melhor árbitro do Campeonato Brasileiro de 2011. Este ano, apitou a final do Campeonato Mineiro, que foi disputado pelo Cruzeiro e Atlético-MG.