Já no sábado, dia 29, o Vasco despediu-se mal, apesar da compensação de retornar à Série A e o Flamengo esteve bem depois de altos e baixos anteriores. No domingo, o Fluminense redimiu-se com goleada depois do vexame de ter tomado uma de um clube supostamente inferior. Mas o Botafogo decepcionou mais uma vez e caiu para a série B. Este é o quadro nesse final. Três permanecem na Série A, um cai para a Série B.

O Vasco, agora com a presidência do eterno líder Eurico Miranda, precisa constituir um elenco de jogadores de alto nível, em respeito às suas tradições, além de se valer dos que já estão correspondendo.

Publicidade
Publicidade

Fala-se, por exemplo, dentre outros, em Thiago Neves e em Emerson. Encarar a Série A requer um elenco categorizado.

O Flamengo esteve mal em certa fase do Brasileirão, melhorou com Vanderlei, caiu, aprumou-se, venceu bem a última partida, ajudando o Botafogo e nada adiantou. O elenco é esforçado, mas carece de reforços. A permanência de Luxemburgo parece certa.

O Fluminense está fora da Libertadores - mas falam em milagre - porque apresentou-se com um elenco vencedor, porém agora vencido pela fadiga que o tornava lento para encarar adversários de jogo rápido e envolvente. Cristóvão não teve condições (aliás, quais?) de provocar renovação no elenco e, a rigor, persistiu em prestigiar os seus veteranos. Ou foi por insistir num mesmo estilo de jogo? É indiscutível, porém, que a experiência de certos jogadores valeu como no último resultado diante do Corinthians.

Publicidade

O Botafogo é o que decepcionou. A difícil situação financeira foi a principal causa do insucesso, provocada principalmente por não poder utilizar o Engenhão, em obras. Por mais que se fizesse, foi impossível aos dirigentes cumprirem os compromissos assumidos, e isso se refletiu no desempenho dos jogadores. Na última partida realizada mostrou-se incompetente, apresentando "bate-boca" entre atletas. Perdeu 22 partidas em 64 disputadas. O novo presidente, Carlos Eduardo Pereira, já conta Carlos Alberto Torres como aquele que vai tocar vários projetos, inclusive o da captação de recursos. Aliás, com quase todas as receitas bloqueadas, o clube precisa de patrocínios substanciais. E há a expectativa de receber de volta o Engenhão. Boa sorte!

Para consolo: a) Diz o Fred: "Por que eles e não nós?" b) Na faixa do torcedor: "Eu não amo a série A: eu amo o Botafogo!". Será que as frases falam por si?



#Entretenimento #Futebol