O time do Cruzeiro não negociou o jogador Lucas Silva para o Clube dos Galácticos o Real Madrid. O clube mineiro pediu 15 milhões de euros pelo jogador e não abre mão desse valor, mas o Real Madrid propôs a soma de 12 milhões de euros. E ainda não houve acordo firmado, e fica o impasse: será vendido ou não? A pergunta que não quer calar é: - Será que o Cruzeiro estará cometendo arbitrariedade em não vender o jogador?

Podemos tecer alguns questionamentos a respeito dessa questão. Pelas especulações, comentários e notícias, o Cruzeiro passa por problemas financeiros e a venda do jogador ajudaria o caixa do clube, mas, ao mesmo tempo, a saída do volante deixaria um vazio no time. Analisando por um outro ângulo, sem a negociação o jogador poderá ficar frustrado pois é o sonho de todos os jogadores um dia poderem atuar no Real Madrid, é como se fosse a consagração, o reconhecimento pelo talento, pela carreira do atleta, além do mais é um Clube de Estrelas, tendo o craque Cristiano Ronaldo.

Outro fator que merece ser lembrado é que o Cruzeiro correrá o risco do Lucas Silva não ter em 2015, o mesmo rendimento que obteve em 2014. Como sabemos, a vida, o ritmo, o desempenho de um jogador não é o mesmo durante todos os anos. Acontece que ele pode se destacar e apresentar um exímio #Futebol em determinado período e decair no próximo, pois muitos fatores influem para que se mantenha uma boa performance e continuidade do desempenho.

O mundo da Bola Rola e tudo é uma questão de oportunidade. Será que não seria a hora de agarrarem essa chance? Um raio não cai duas vezes no mesmo local. Os clubes se interessam pelos jogadores devido a qualidade técnica que apresentam, rendimento e posicionamento durante os jogos. E no próximo ano o volante poderá não desempenhar tão bem o seu papel e o clube Real Madrid perderia o interesse pelo jogador e apostariam em outro.

Esta pode ser a grande chance do Lucas Silva, a grande oportunidade da sua vida e como dizem: ´a sorte grande´. Depois poderá não vir a ter essa chance pois tudo passa, e no futebol é o momento que fala, a emoção, empolgação, entusiasmo. Por que perder essa chance? Essa poderá ser a única na vida do jogador, falando em termos de grandeza.

A vida de um jogador é curta em termos profissionais e o jogador poderá amargar essa frustração pelo resto da sua vida. Hoje ele tem a chance de ir para um grande time, e no futuro poderá se tornar um jogador comum se deixar escapar essa oportunidade.

Esta análise fica para uma reflexão, e que o Cruzeiro, dirigentes, analisem o que for melhor para o futuro do jogador, pois no mundo da bola, as mudanças acontecem rapidamente. E que em 2015, os Mineiros continuem torcendo, indo aos jogos, e apoiando os seus clubes e que os mesmos retribuam com o seu futebol arte que tanto encantou o Brasil e o mundo. Que as vitórias venham para os Clubes Mineiros e que haja alegria e paz nos estádios. Que Minas Gerais continue mostrando o seu melhor futebol e que venham os títulos.