O Corinthians conquistou hoje, 25/01/15, a Copa São Paulo de #Futebol Júnior, após vencer o Botafogo de Ribeirão Preto por 1 x 0, gol do volante Maycon, de apenas 17 anos. O clube já era o maior vencedor da história da copinha e agora abriu mais vantagem, pois esse foi o nono título conquistado pelo Timão.

Esse título é mais uma prova do trabalho bem feito que o clube paulista vem realizando, pois recentemente ele também levantou o troféu do Campeonato Brasileiro Sub-20 e o Campeonato Paulista da mesma categoria. Para fechar com chave de ouro, acabou levantando o caneco do torneio mais importante do Brasil envolvendo categorias de base.

Publicidade
Publicidade

O Corinthians foi campeão da Copa São Paulo de 2015 com todos os méritos, pois venceu todos os 8 jogos que disputou e, alguns com goleada, principalmente na semifinal, quando venceu seu rival, o São Paulo, por 3X0. Os outros placares foram os seguintes: venceu por 3X1 o Guaicurus, do Mato Grosso do Sul; 3x0 no Rio Branco, do Acre; 4X0 no Grêmio Barueri; 5X1 no Grêmio Prudente; 2X0 no Goiás; 4X2 no São Caetano; além da citada vitória na semifinal e a vitória na final por 1X0 frente ao Botafogo, de Ribeirão Preto.

O Corinthians é o maior vencedor da Copa São Paulo de Futebol Júnior, com 9 conquistas, sendo que o segundo com mais títulos, o Fluminense, tem 5 conquistas. Mas, embora seja especialista em conquistas de base, o maior problema enfrentado pelo clube é na transição dos jogadores para os profissionais, pois as promessas que surgem nas vitórias, não conseguem repetir o bom desempenho no profissional.

Publicidade

Isso acontece devido à pressão exercida pela torcida, pelo clube e pela mídia, que cobram demais dos jogadores recém-promovidos ao elenco profissional. E muitas vezes quem sofre é o próprio clube, que além de não conseguir formar grandes times com os jogadores oriundos da base, ainda acaba por vendê-los por um preço baixo, ou cedem eles totalmente de graça para outros clubes menores.

Um exemplo recente do que acontece com a base do Corinthians é o caso do zagueiro Marquinhos, que subiu das categorias de base para o profissional em 2011, e que foi preterido por Tite em 2013, sendo liberado para ser negociado. Com isso, a Roma, da Itália, contratou o jogador e o clube paulista recebeu somente R$ 8,2 milhões pela transação. No final de 2013, o Roma vendeu o jogador por quase R$ 100 milhões de reais para o PSG, da França. Atualmente, o Manchester United, da Inglaterra, está oferecendo quase R$ 400 milhões de reais pelo jogador. Resta saber se a negociação será concretizada. Mas a cada valorização de Marquinhos, a torcida alvinegra fica revoltada com a falta de preparo na condução da carreira do jogador na época que pertencia ao clube e, por vendê-lo por um preço abaixo do que realmente merecia.

Publicidade

O Corinthians, após mais uma conquista importante da base, irá promover 4 jogadores para o elenco profissional. Resta saber como o clube irá conduzir o desenvolvimento desses jogadores no elenco principal. Vale lembrar que, aos poucos, o Timão está começando a mudar a política de aproveitamento da base, vide a promoção de Malcom, que vem sendo trabalhado da maneira correta no processo de adaptação no time principal. Os 4 jogadores que subirão são os seguintes: o zagueiro Rodrigo Sam; o volante Marciel; o meia Matheus Cassini e o atacante Gabriel Vasconcelos. Sem esquecer também de Guilherme Arana, que já integra o grupo profissional, mas que também disputou a Copa São Paulo de 2015.