Infelizmente, a provocação, a incitação à violência e os atos de agressão entre torcedores faz parte da rotina do #Futebol. Todo o clássico entre times gera a sensação de insegurança nos estádios e arredores. Pois, é quase certeza que vai ter briga generalizada, tiros e mortes. No Brasil, até vestir uma camisa do clube em dia de jogo é motivo para ser alvo de provocações e até mesmo agressões verbais e físicas. Entretanto, essa necessidade de provocar o adversário para uma posterior briga não ocorre apenas no Brasil, pelo contrário, isso existe no mundo inteiro. O mais recente caso está ligado ao clube de futebol belga Standard Liège, um dos clubes mais conhecidos da Bélgica.

Publicidade
Publicidade

Com o apoio de uma torcida fanática, o clube foi jogar contra o rival Anderlecht, e em um determinado momento da partida foi exibido um bandeirão imenso no qual era possível ver o personagem Jason (filme Sexta-feira 13) segurando a cabeça decapitada do meia Steven Defour. O motivo da provocação está no fato do jogador ter sido membro do elenco do Standart Liége e agora estar defendendo a camisa do arquirrival.

O clube se pronunciou sobre o acontecimento informando que o Standard Liège não autoriza, não concorda e condena qualquer ação provocativa feita dessa forma. Agora é o momento de identificar e punir de forma exemplar os responsáveis pelo bandeirão provocativo. A maior parte da torcida não sabia do que se tratava a imagem inserida no bandeirão, apenas ajudou a descer, pensando que fosse algo para incentivar o time do Standart Liége.

Publicidade

Além disso, as autoridades da Bélgica e a Federação Belga de Futebol estão investigando o bandeirão. Tudo deve ser resolvido de forma exemplar para que não aconteça novamente em nenhum lugar do mundo.

É necessário que os torcedores de todos os times entendam que o futebol é apenas um esporte, a rivalidade é apenas dentro das 4 linhas. Ultrapassar esse limite gera fanatismo, o que consequentemente pode acarretar em agressões e morte por motivos banais.

O bandeirão foi exibido na arquibancada. Além do desenho, havia uma frase escrita: "vermelho ou morto" (em inglês). Vale lembrar que o uniforme do time do Standart Liége tem a cor vermelha.

Esse bandeirão foi apenas uma simples provocação de jogo ou incitou a violência entre torcidas? #Opinião