Um fato no mínimo surpreendente e curioso envolveu a decisão tão comentada no UFC no final de semana passado, com a vitória do brasileiro sobre seu adversário Nick Diaz.

O lutador Anderson Silva foi flagrado no exame antidoping pelo uso de drostanolona, um esteroide anabolizante. Esta substância melhoraria sua atuação no ringue e lhe daria mais ímpeto. Realizado em 9 de janeiro, antes da luta contra Diaz, o teste positivo (conhecido como "exame fora de competição") teve seu resultado tornado público ao ser divulgado pelo UFC nesta terça-feira (03).

Este talvez seja um fato inédito, pois também o lutador adversário foi pego no exame antidoping, com o resultado positivo indicando a presença de maconha.

Publicidade
Publicidade

Assim, os dois lutadores estavam dopados e o UFC está às voltas com um inédito problema.

O UFC divulgou uma nota em que relatou o ocorrido. A organização qualifica Anderson como um excepcional lutador, lembrando que ele é um grande campeão e "embaixador do esporte das artes marciais mistas e do UFC".

Nesta mesma nota ficou clara a decepção que os dirigente do UFC sentiram o ocorrido. Os organizadores lembraram que o UFC tem uma rígida e consistente política de combate à utilização de drogas ilegais que possam vir a alterar o desempenho ou mesmo de agentes mascarantes durante as lutas que são efetuadas por seus atletas.

A seguir, o UFC vai providenciar para que sejam feitos novos testes que são a contraprova dos resultados preliminares. Uma comissão se encarregará de que estes exames sejam feitos.

Publicidade

Esta é uma prática comum em todos esportes quando algum esportista é flagrado usando produtos ilegais.

A organização deixou claro e evidente na sua manifestação que possui políticas efetivas e sérias contra o doping nas suas competições. Não restam dúvidas que os dois adversários da decisão realizada na noite de sábado para domingo serão punidos rigorosamente.

Este fato poderá significar o fim da carreira de Anderson, que vem falando há alguns meses de sua vontade de aposentar-se dos ringues. Ele voltou a afirmar isso na noite de sua luta contra Nick Diaz.

Para milhões de brasileiros Anderson Silva já havia adquirido um status de herói nacional, tamanho o sucesso que suas lutas haviam alcançado. Agora o mito de herói deverá cair por terra e muita gente certamente irá mudar seu conceito.