Era para ser mais uma maratona na cidade de Austin, no estado do Texas, naquele dia de domingo. As pessoas apreciavam o trecho final com a chegada se aproximando. A emoção foi maior que se poderia supor, quando a concorrente Hyvon Ngetich, natural do Quênia, começou a sentir-se mal. O esforço parece que foi excessivo e a atleta caiu. Isso aconteceu quando restavam 400 metros antes da chegada.

Hyvon não se deixou vencer pelo terrível esforço, prosseguiu pela pista e emocionou o público que assistia a prova. Mesmo assim, ela ainda obteve o 3.º lugar vencendo a exaustão. Passado o acontecido, ela não recorda dos dramáticos momentos vividos no final da maratona.

Publicidade
Publicidade

Esta chegada emocionante já tem imagens circulando na Internet e mostram os emocionantes fatos vividos em Austin.

Outro momento marcado de forte emoção, foi quando os integrantes da equipe médica que atuou na maratona, buscaram confortar a atleta, mas ela negou firmemente todas as tentativas de apoio e prosseguiu indo lentamente até o local de chegada. Até uma cadeira de rodas foi providenciada e levada ao seu lado, mas Hyvon Ngetich estava determinada a completar a prova e não quis ser socorrida. Esta atitude tem emocionado as pessoas e está servindo de exemplo na Internet. Milhares de internautas assistiram as imagens e aplaudiram o esforço e a tenacidade da maratonista queniana.

Ela havia vencido 37 quilômetros e restavam 5 quando começou a sentir os primeiros indícios de que seu preparo físico estava declinando, acusando o forte esforço e a beira de esgotar-se.

Publicidade

Mesmo assim ela prosseguiu correndo, até que ao faltarem 400 metros do final, não resistiu e deixou-se cair no chão. Passou então a gatinhar e rastejar. E foi assim que Hyvon Ngetich chegou em 3º lugar, subindo ao pódio feminino.

Esta atitude comovente com tamanha demonstração de garra fez com que a comissão responsável pela organização da prova resolvesse entregar-lhe o mesmo valor destinado ao 2º lugar. Todo o empenho despendido para concluir a maratona poderia ter ocasionado vários problemas de saúde. Principalmente pelo fato de que os índices de açúcar no sangue da queniana chegaram muito abaixo do normal.

Hyvon Ngetich informou depois que não recorda de nada do ocorrido. Até que lhe fossem exibidas as imagens, ela inclusive nem acreditava que pudesse ter ganho uma medalha.

A maratonista revelou não lembrar de ter avistado a chegada, nem mesmo de ter rastejado ou de escutar os gritos e frases de apoio vindos do público. Restaram como comprovação do ocorrido muitas dores nos joelhos. Agora ela quer descansar, mas garante ter o desejo de voltar, garantindo que no próximo ano irá competir na Maratona de Austin.