Nesse domingo, 22, será realizado o primeiro clássico do ano entre Atlético PR e Coritiba, valendo pelo campeonato paranaense de #Futebol. Além das emoções dentro de campo, um fato extra-campo deve marcar o atlétiba de logo mais. Isso porque, os dois maiores times do estado firmaram parceria para tentar acabar com o clima de guerra entre suas torcidas, e ainda, de quebra, conseguir melhorar a situação financeira de ambos os clubes.

Sobre a nova parceria, o presidente do Coritiba, Rogério Bacellar, afirmou: "A ideia nasceu de uma integração em termos de gestão de futebol, tanto comercial quanto criar um ambiente de paz no futebol paranaense, refletindo para o futebol brasileiro".

Publicidade
Publicidade

A união entre os dois rivais é mais uma tentativa de acabar com as brigas entre torcidas. "Coritiba e Atlético são rivais há mais de 100 anos. A rivalidade é tradicional, mas não pode se transformar em inimizade e muito menos em briga de diretoria", disse o presidente do coxa. "Nossas diretorias vão trabalhar com harmonia no sentido de criar um ambiente de paz, para que o futebol cresça cada vez mais e traga alegrias dentro do cenário nacional", completou.

Mas o benefício pretendido com essa parceria não visa apenas a paz nos estádios. Também existe interesse comercial, com o intuito de proporcionar uma melhor saúde financeira para os clubes, através de novos parceiros, que queiram se associar à ideia inicial dessa união, para, com isso, alavancarem seus #Negócios.

O diretor de Marketing e Comunicação do Atlético PR, Mauro Holzmann, destacou o seguinte: "Na hora do jogo todo mundo quer ganhar, mas depois vamos para casa, alegres.

Publicidade

Queremos que as coisas fiquem até aí. Muita harmonia ao comportamento das torcidas, tanto dentro quanto fora dos estádios". Sobre a geração de novas receitas com a parceria, Mauro afirmou: "Temos os aspectos comerciais que Atlético-PR e Coritiba querem juntos, buscar um fortalecimento maior na sua geração de receita, obtenção de patrocínio. Esse é o principal mote da união dos rivais".

Essa é uma iniciativa louvável, pois, une o útil ao agradável. Além dos clubes vislumbrarem novas fontes de receita, ainda podem conscientizar os torcedores quanto a importância de se manter uma relação mais amistosa com os rivais. São ações como essa que nos mostram uma luz no fim do túnel para o combate violência entre as torcidas. É uma verdadeira promoção da paz no futebol.