Uma má notícia deixou triste toda a torcida santista, na manhã dessa segunda-feira. Os fãs do Santos perderam uns dos maiores laterais esquerdos da história do clube, Dalmo Gaspar, faleceu na manhã dessa segunda-feira (2), devido a complicações de uma infecção sanguínea causada por uma bactéria.

Dalmo estava internado há mais de um ano em Jundiaí e já sofria há 6 anos do Mal de Alzheimer e outras complicações. Devido ao agravamento e consequente encarecimento do tratamento da sua doença, sua família foi obrigada a colocar sua medalha de campeão mundial à venda para conseguir arrecadar dinheiro. Na época cerca de 20 mil reais, mas a venda acabou não se consumando.

Publicidade
Publicidade

Carreira

Dalmo iniciou sua carreira no Paulista de Jundiaí, time de sua cidade natal. Depois, atuou pelo Guarani, até chegar ao Santos, no qual teve o auge da sua carreira. Depois do Santos voltou à sua cidade, onde se aposentou no Paulista.

Auge

O ex-jogador atuou pelo Santos de 1957 a 1964, contabilizando 369 partidas oficiais e 4 gols. O atleta integrou o time que muitos consideram o melhor da história do #Futebol. A equipe contava com Pelé, Zito, Pepe e Coutinho, entre outros. Aquele conjunto foi bicampeão mundial, conquistou 6 brasileiros e 10 campeonatos paulistas, além de ser base das seleções brasileiras bicampeãs do mundo em 1958 e 1962.

O lateral esquerdo não era tão badalado no meio de tantas estrelas, mas ficou na memória de todos os santistas por marcar de pênalti, o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Milan, no Maracanã, na decisão do mundial de 1963.

Publicidade

Naquela partida, Pelé, cobrador oficial, estava machucado e o segundo na lista era o Pepe, mas com personalidade, Dalmo pediu para bater e entrou para a história santista.

Luto

O Santos Futebol Clube por meio do seu presidente Modesto Roma Junior lançou uma nota oficial lamentado o ocorrido e declarou luto de sete dias em homenagem ao grande craque Dalmo Gaspar, eternamente na memória de todos os santistas.

Dalmo deixa a esposa Maria Carbonari Gaspar, dois filhos Fábio Gaspar e Ana Paula Gaspar, e três netos.